Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


domingo, 3 de fevereiro de 2019

396 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


Nos tempos do Comercial e SEVA os desportistas de Várzea-Alegre eram apaixonados por suas equipes. Na década de 1980, existiam duas em disputas - O Comercial presidido por Gustavo Correia e a Sociedade Esportiva Várzea-Alegre presidida pelo Dr. Raimundo Sátiro.

Como diretor do Comercial minha função era garimpar jogadores de alto nível em Crato e Juazeiro e levá-los para reforçar a equipe. Numa decisão importante Gustavo me pediu um reforço extra. 

Honorato, o melhor atacante da região foi contratado para defender o Comercial naquela jornada. Levei para Várzea-Alegre no meu carro, dei almoço na casa de minha mãe no Sanharol e fui deixá-lo no hotel da Ceni, local da concentração. 

 Na hora das equipes entrarem em campo fui avisado do sumiço do Honorato. Procura-se por toda parte, no hospital, na delegacia, no cabaré e nada.

Quando os fogos pipocaram que a Sociedade Esportiva Várzea-Alegre entrou em campo, lá estava o Honorato, bem na frente puxando a equipe, com a faixa de capitão no ombro. 

O homem já tinha virado, já tinha sido contratado para atuar pela equipe adversária. O jogo terminou empatado para felicidade geral dos torcedores.


7 comentários:

  1. Um segmento que Varzea-Alegre está acanhada é o esportivo. Não se tem noticias de uma boa equipe participando de campeonatos regionais e estaduais. Vamos colaborar com o Jose Ataide o maior benfeitor do esporte da bola redonda de nossa terra.

    ResponderExcluir
  2. Morais esse Honorato não podia deixar de honrar uma das máximas mais festejadas do esporte: O Folclore!!!

    Parabens por mais esse talento: Olheiro e Cartola, rsrsrsrsrs.

    Abraços

    Manoel Severo

    ResponderExcluir
  3. Prezado Manuel Severo.

    Mais uma vez obrigado pela visita e pelo comentario. No Blog já constam algumas partidas memoraveis de Varzea-Alegre. Tem até uma partida que terminou com o inacreditavel escore de dois a hum e meio. Pode? hahahahah

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Morais, dois a um e meio???? sensacional, rs.

    Não nos prive dessa raridade.

    Abração

    Manoel Severo

    ResponderExcluir
  5. Caro Morais...
    Foi dessa rivalidade sadia entre SEVA e CONERCIAL que surgiu minha paixão pelo futebol. Eu não perdia uma disputa dos dois times. Boa lembrança e com uma interessante história do nosso folclore futebolístico...
    Abraçoss

    ResponderExcluir
  6. Nessa época eu já era apaixonada por futebol e era COMERCIAL doente, não perdia um jogo ....kkkkkkkkkk
    Morais, "tu num" pagou o cachê que esse jogador pediu, foi ????kkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Dr. Flavio e Klebia.

    É muito bom quando agente conta um causo e surgem comentaristas que confirmam a historia. Que conhecem a historia. Comercial e SEVA dividiram os torcedores de Varzea-Alegre naqueles velhos e bons tempos.

    Prezado Manuel Severo.

    Postarei amanha a historia do jogo entre Quixará e Varzea-Alegre.

    ResponderExcluir