Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

003 - O Crato de antigamente - Por Antônio Morais.


O deputado varzealegrense Joaquim de Figueiredo Correia foi um dos parlamentares mais respeitados do Congresso Nacional no século passado. Atuante, humilde, trabalhador e amigo.

Pouco andava em Várzea-Alegre, trabalhava na Capital Federal, Brasília e morava em Fortaleza. Aparecia com frequência  em nossa terra nas campanhas eleitorais.

Minha avó Josefa, era muito amiga da família Correia e do deputado Joaquim Figueiredo Correia, mas por questões locais e familiar, era também avô do Dr. Pedro Sátiro que votava para Deputado Federal com  Ossian Araripe - foto acima.

Um belo dia, os dois, minha avó e Figueiredo se encontraram e houve o presente dialogo entre os eles:


Deputado Figueiredo - Dona Josefa, como vai a senhora, está tudo bem? Como vai o Sanharol? Ainda fazem pão de arroz como  antes?  Este ano a senhora já decidiu com quem vai votar?

Dona Josefa - Tudo bem deputado, tudo na paz de São Raimundo, este ano eu vou votar para Ossian Araripe, mas,  eu rezo todo dia para você ser muito bem votado e se eleger.

Deputado Figueiredo - Dona Josefa, vamos fazer um negócio, vamos inverter, a senhora vota pra mim e reza pru Ossian se eleger.

Não houve acordo, Dona Josefa tinha compromisso não aceitou a proposta. Felizmente os dois deputados se elegeram e honraram o Ceará e o Brasil no Congresso Nacional.

2 comentários:

  1. Dois homens de projeção nacional que honraram o Ceará e o Brasil no parlamento.

    ResponderExcluir
  2. Meu irmão, eu discordo. O DE CIMA NUNCA HONROU EM NADA. fOI UMA LESMA.

    ResponderExcluir