Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


terça-feira, 24 de janeiro de 2017

006 - O Crato de antigamente - Por Antônio Morais.

Dantes e depois. 

Quem teve a ventura de conhecer o Aeroporto Nossa Senhora de Fátima na Serra do Araripe, Crato - teve a oportunidade de vislumbrar um dos mais belos monumentos  do município - A estatua  de Nossa Senhora de Fátima. 

Hoje esquecida, adormecida, escondida na floresta,  pois até as veredas e acessos  que se tinham ao aeroporto foram bloqueados em  nome do meio ambiente.



Quem anda nas ruas do  Crato atual, de passagem pela Praça da Sé pode observar uma estátua de Barbara de Alencar. Está lá, pra quem quiser ver, ao lado da  Igreja da Sé. Na minha opinião um monstrengo, uma desonra  para a heroína, um desmerecimento inaceitável com a história e memória do Crato. 

A comparação mais perversa é quando se procura saber os custas das edificações. A esta vergonha não temos acesso.  

Um comentário:

  1. Com o tempo, ao invés dos outros município seguirem o exemplo da "Cidade Modelo" o Crato é que se igualou aos demais nivelando-se por baixo.

    ResponderExcluir