Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


quarta-feira, 26 de abril de 2017

069 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.

Foto - Menininho Bitu e José  André Na Fazenda Cacimbinha em Assaré.

No dia 29 de Abril de 1983 eu reuni na Fazenda Cacimbinha, em Assaré, três figuras prestimosas de Várzea-Alegre. 

O meu pai José André, Mundim do Sapo e Menininho Bitu.

Festejávamos o aniversário de José André.

Fiquei o dia todo ouvindo as prosas, as  proezas e os leros dos três amigos. Não faltaram, pena que naqueles velhos  tempos não haviam os recursos de hoje para  terem sido gravados os momentos de descontração, cultura popular e memória da nossa verve.

Dentre as muitas historias engraçadas destaco uma para lhes contar neste texto que passo a escrever com a caneta do coração e da saudade. 

Foto - Mundim do Sapo, no dia de seu primeiro casamento com Ana Feitosa Bitu em 1936.

Passaram a falar de hora aperreada, na versão deles hora difícil que todo ser humana, um dia, teve que enfrentar na vida.  

José André contou a dele, Mundim do Sapo também, e, por fim chegou a vez de Menininho. 

O velho Bitu  falou que a hora mais aperreada de sua vida foi no dia do casamento. 

O paletó emprestado por Chico Inácio da Boa Vista não lhe cabia, não abotoava, quando esticava uma manga e outra encolhia, a gravata não tinha quem soubesse dar o nó. 

E, concluiu dizendo - "Quando disseram trás o noivo, eita hora aperreada danada".

Mundim do Sapo, prendendo os lábios para não ri observou : "ei Menininho, também quando disseram apaga a lamparina".....

Um comentário:

  1. Escrever sobre Mundim do Sapo, José André e Menininho Bitu é resgatar o que de melhor existiu em termos de humildade, humanismo, caridade, humor e alegria dos descendentes de Papai Raimundo.

    ResponderExcluir