Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sábado, 27 de maio de 2017

086 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.

Foto - Gabriel de Morais Rego.

Gabriel de Morais Rego,  foi o primeiro filho do casamento de José Raimundo do Sanharol  com Antônia de Morais Rego.

Casado com Joaquina Alves de Brito, filha do Major Eufrásio Alves e Brito  do sitio Malhada em Crato.

Deste casamento nasceu  uma única filha, Eufrásia de Morais Brito que se casou com Macário Vieira de Brito, foto abaixo. 

Do casal  Macário e Eufrásia nasceu uma descendência muito grande. Uma família de médicos. 

O primeiro Dr. Antônio Macário de Brito, o segundo Dr. Humberto Macário de Brito e, depois deles são 28 médicos ao todo, levantamento de 2010. A grande maioria  residentes em Crato.



Casal Macário Vieira de Brito e Dona Eufrásia de Morais Brito

Viúvo de Joaquina, Gabriel se casou duas vezes com  filhas de Vitorino  Vilar de famílias  do Lameiro em Crato. 

Desses casamentos nasceram vários  filhos que fixaram residência  em Crato, Campos Sales e Arneiros.

Gabriel de Morais Rego, homem de posições firmes, corajosas e desassombradas, um líder no seu tempo. Família de  24 irmãos,  foi o segundo a se casar  com uma cratense, visto que o seu irmão Vicente Alves Bezerra já havia casado com Isabel Alves de Brito também filha  do Major Eufrásio da Malhada em Crato. 

O velho Bilé como era conhecido faleceu em 1919, e foi sepultado no Cemitério Nossa Senhora da Piedade em Crato.

Um comentário:

  1. Depois dos casamentos de Vicente e Gabriel, foram vários outros enlaces matrimoniais entre familiares do Major Eufrásio, da Malhada, em Crato com filhos do José Raimundo, do Sanharol em Várzea-Alegre. Marcando uma ligação sanguínea muito grande entre as duas cidades.

    ResponderExcluir