Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

A PREPOTÊNCIA - Por Edmilson Alves



O prepotente é o extremo oposto do humilde. São pessoas abusadas e se excede com extremo mau humor quando descobre que tem poder. Quer conhecer a criatura, outorgue-lhe poderes. 

O prepotente, não aceita aconselhamento sobre suas atitudes iníquas.  Não aceita nenhuma lição de ética, de respeito  pelos demais. 

O prepotente jamais assume a culpa pelos erros praticados e arranja culpados pelos seus enganos. . Acha que a sua egoidade é sabedoria e, o próprio espelho, é seu único conselheiro! 

O prepotente ouve só quem lhe dar razão O prepotente é iníquo, contraria a justiça... É o inferno da reprovação social, produzindo, nos outros  feridas mortais... São os que, estando no poder, causam o terror. São a insegurança e o medo. São os que provocam acidentes nas caminhadas da vida...

Prepotentes são os injustos que geram decepções propositadas. São os que destroem o caminho após as jornadas e desagregam as chances de quem vem atrás.

A alma dos prepotentes é o espírito atrasado e nocivo. É mesquinho e malvado, é o próprio desafio de ser humano.  É o tipo malévolo que só causa dor... 

É o responsável pela miséria de todos... É o necrotério da paz e o instinto da perturbação social.  É um tirano que recusa a opinião dos sensatos. Tem mania de tudo ser professor, embora seja um asno que jamais evolui.

Um comentário:

  1. O antagonismo entre a humildade de São Francisco que venceu e hoje corre o mundo com o "É dando que se recebe" contrasta com a prepotência e orgulho de Mussuline que no final foi morto, pendurado num poste e ateado fogo pelo seu próprio povo.

    Toda prepotência, todo orgulho, toda riqueza e todo puder tem o mesmo fim : debaixo de uma pedra fria com as indefectíveis palavras : Aqui Jaz.

    ResponderExcluir