Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


domingo, 30 de setembro de 2018

A vida - Por Mário Quintana.


A vida são deveres que nós trazemos para  fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas. Quando se vê, já é sexta-feira. Quando se vê, já terminou o ano. Quando se vê, já se passaram 50 anos. E agora é tarde demais para ser aprovado. 

Se me fosse dada, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente, e iria jogando pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.

Dessa forma eu digo : Não deixa de fazer algo que gosta devido a falta de tempo, a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não volta mais.

Dúvida - Por Antônio Morais.



Existem coisas de difícil compreensão. Você que acredita "no IBOPE e no Data folha" me diga como é possível  Ciro Gomes  vencer todos  os adversários no segundo turno e não ir para o segundo turno ou seja : vence todos no segundo turno e tem menos da metade dos votos dos candidatos que são indicados pelos institutos de pesquisas a disputa final.

269 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais


Em Várzea-Alegre, dois proprietários de padarias,  que não revelo os nomes nem sob tortura, produziram uma destas historias que cabe bem o velho ditado: Só na Várzea-Alegre mesmo!

Vou identificar os personagens como:  "Padeira e Padeiro" para não haver melindre.

Na falta de matéria prima, farinha de trigo, a Padeira tomou emprestada ao Padeiro uns sacos do produto enquanto recebia uma remessa encomendado em Crato.

O tempo foi passando, passando,  passou e nada da  Padeira  devolver o que tomou emprestado ao Padeiro.

Bastante  irritado o Padeiro mandou avisar que estava precisando da mercadoria. A Padeira informou que não estava lhe devendo nada. O Padeiro ficou bastante aborrecido e a Padeira, diariamente, fazia caminhada passando sempre bem em frente do estabelecimento do Padeiro.

Um belo dia o Padeiro observou de longe a sua concorrente toda paramentada, fazendo sua caminhada e, não conteve sua raiva dizendo: Eu gostaria de ser um potó para chupar uma melancia bem grande e depois dar uma mijada em cima desta Padeira.

Veja a originalidade dos de Várzea-Alegre, se um potó com poucos pingos já faz o maior estrago, imagine depois de chupar uma melancia grande e dar um banho completo! Só na Várzea-Alegre mesmo.

DEUS É E N Í G M A - Por Edmilson Alves


Foto - Raimundo Gonçalves Bezerra, Bizin e família. 100 anos de  exemplos de decência e honradez.

Deus é um grande mistério, indecifrável pra razão humana! Quem às suas profundezas quiser sondar, colocará os mais sábios, no mesmo patamar dos tolos e dos loucos!...Próximo e distante ao mesmo tempo, Ele está – Semelhante ao vento que passa de repente, embora oculto para a gente - Ele nos abraça!

Em todo lugar, em toda parte está presente.
E não o vemos, um momento, com a gente, 
Embora esteja em toda parte.
Agentivo, 
Onisciente, 
Participativo,
Onissapiente!

Deus criou o homem semelhante ao seu mistério impenetrável. Disse o poeta, filósofo e escritor Fernando Pessoa: Deus quis que a terra fosse toda una.  Que as fronteiras unissem o mundo todo.  Que o mar não separasse o povo! Então, a terra inteira viu-se de repente, surgir redonda, do azul profundo... Pra ninguém dividi-la em pedaços! Ainda Fernando Pessoa: “O mar  anterior ao homem tem corais, tem praias e arvoredos.

Coexistindo com a terra, repleta de sons e cores, onde há vida: São homens, aves, arvores e flores!” Deus diz ao homem: faço-te dano porque te curo... Faço-te castigo porque te amo!

Nenhum passo do evangelho diz ao cristão – sê devoto. O que lhe diz é: seja humilde, caritativo, equitativo, sede humano!

Mas o homem vil, coração não tem. Ignorando a existência de Deus, sem ideal, não tem ninguém. E só com a imaginação: diz conhecer o bem!  Religiões, pregações, almas da ciência ou fé,  Eh! Tantas explicações que nada explicam!. Nem o mistério de Deus, nem a segmentação humana. Onde o crepúsculo da paz abstrata, é coisa estranha. Insensata!... 

Tudo parece um sonho de forma invisível, impreciso, tudo é movimento de esperança e de vontade. Que busca na linha fria do horizonte: A árvore, a praia, a ave, a fonte, a flor —  Dos caminhos da integração e da verdade. Da fé, da paz, e do amor . 

Da revelação qualitativa da humanidade!


Jornalismo, o grande derrotado - Por Antônio Morais.



O maior derrotado nestas eleições será do jornalismo. 

Nunca se viu tanta perversão, tanta canalhice, tanta servidão, tanta mentira, tanta sujeira, tanto escárnio.

Jornalistas dignos, muito pouco, devem está envergonhados.


Haddad cercado de ‘gente boa’ - Por o Antagonista.



A Folha fez um levantamento do número de auxiliares da campanha de Fernando Haddad que foram delatados em desdobramentos da Lava Jato ou que possuem pendências na Justiça.

Entre eles estão Francisco Macena, escolhido para a função de tesoureiro da campanha e alvo de inquérito da PF por ter financiado a campanha do poste em 2012 com dinheiro do departamento de propinas da Odebrecht.

A senadora Gleisi Hoffmann enfrenta duas denúncias da PGR pendentes de análise na Justiça. Uma delas, de 2017, acusa a cúpula do PT, incluindo Lula e Dilma Rousseff, de formar uma organização criminosa que se beneficiou de pagamentos da Odebrecht e da JBS.

O ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli é alvo de ao menos duas ações de improbidade em decorrência de sua atuação na estatal.

Braço direito de Lula, Paulo Okamotto também atua na campanha de Haddad e ainda consta como investigado em um inquérito da Lava Jato sobre o financiamento da empresa de palestras do presidiário. O auxiliar de Lula também foi réu no processo do triplex de Guarujá.

Gilberto Carvalho é réu junto com Lula sob acusação de corrupção passiva por ter aceito promessa de vantagem indevida de R$ 6 milhões para favorecer montadoras em edições de medidas provisórias.

O ex-ministro Ricardo Berzoini foi investigado no inquérito do “quadrilhão do PT”.

‘VIRADA’ NUNCA ACONTECEU NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL - Por Claudio Humberto.



Última esperança do PT em 2018, a “virada” nunca aconteceu nas sete eleições para presidente desde 1989, e todas as disputas de 2º turno foram vencidas por quem já estava à frente. 

Só duas disputas viram guinadas nas pesquisas de primeiro turno: FHC virou em agosto de 1994, após estar 26 pontos atrás de Lula no Datafolha de maio; e Dilma virou em agosto de 2010, após estar 10 pontos atrás de José Serra, em março. 

Nunca houve uma virada a menos de dois meses da eleição.

Um comentario lúcido sobre Bolsonaro - Por Daniel Figueiredo.



Eu vejo o Bolsonaro como uma quimioterapia forte para combater um câncer metastático muito agressivo.

O câncer é o PT e as metástases são a corrupção,  politicagens, populismos, bolivarianismo, sexualização de crianças, aborto e incentivo ao crime.

Toda quimioterapia é ruim, amarga, dá vômitos, traz queda de cabelo e emagrecimento, mas, é a única chance do paciente Brasil sobreviver.

Talvez ele não seja ótimo, nem bom. Talvez seja péssimo. Mas merece uma chance pois é ele ou a volta do PT "câncer".

Não existe um caminho do meio dessa história.

sábado, 29 de setembro de 2018

REPROVÁVEL - Por Wilton Bezerra Comentarista esportivo da TV Diário e Rádio Verdes Mares



Futebol já foi programa de família quando torcidas adversárias se misturavam nas arquibancadas sem problemas de violência.
Sem saudosismo, diria que o futebol de boa qualidade jogado pelas equipes tinha forte influência nesse clima pacífico.
Os times possuiam maior número de craques e, por isso, o futebol brasileiro ostentava grandes academias como Santos, Palmeiras, Botafogo, São Paulo e Flamengo.
O Dr. Sócrates, um dos últimos grandes solistas do futebol bonito, disse com propriedade, que a boa qualidade do jogo tinha o poder de pacificar a mente dos torcedores.
Com as vistas voltadas para a bola rolando, o aficionado pela arte do futebol bem jogado não se ocupa com comportamento virulento.
Com pesar, acompanha-se hoje nos nossos maiores duelos a presença nociva dos simulacros, dos agarrões, das cotoveladas, das faltas sistemáticas. O objetivo é paralisar o jogo.
Achando pouco, no confronto Cruzeiro e Palmeiras, depois de terminada a partida, jogadores se envolveram num triste espetáculo de agressões.
Não foi acontecimento isolado, coisa nenhuma. O efeito desse inferno, infelizmente, sai do campo para as arquibancadas.
Mas, o fato parece ser preocupação menor. Azar do futebol.

Brasil, um país inusitado - Por Antônio Morais.



Um membro da "Suprema Corte" Ministro Ricardo Lewandosk acaba de conceder o direito a um bandido condenado e preso de dar entrevista cuja a única finalidade é falar mal, denegrir e desqualificar a justiça da qual o concedente faz parte. 

O churrasqueiro da família, indicado ministro do STF pela esposa do presidente, rasgou a "Constituição Federal" quando da deposição da Dilma permitindo os direitos políticos negados pela constituição a destituídos de cargo eletivo. 

Felizmente , outro ministro o Luiz Fux  suspendeu a tal entrevista, sem antes, passar pelo crivo  do plenário do STF. 

O conjunto  de ministros pode salvar do vexame.

Lewandowski “jogou fora qualquer laivo de pudor” - Por O antagonista



Por falar em Ricardo Lewandowski, o jornalista José Nêumanne foi contundente no seu comentário na Rádio Eldorado, hoje:

“Ao pedir vistas do recurso da defesa de Lula contra decisão do STF de mantê-lo preso e ainda exigir do presidente, seu ex-colega do trio ‘deixa que eu solto’ da Primeira Turma Dias Toffoli, que ponha em votação a mudança da jurisprudência da autorização para juiz mandar condenado em segunda instância começar a cumprir pena, Ricardo Lewandowski deixou claro a quem interessar possa que o plano de soltar o petista já está em marcha. 

A desfaçatez com que jogou fora qualquer laivo de pudor para cobrar do outro uma decisão que este já tinha dito que só tomaria a partir de março do ano que vem, o ex-revisor do mensalão manda avisar ao cidadão impotente que paga seus vencimentos que pouco lhe importa sua vontade.”

268 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais

O meu amigo, parente e camarada Geovani Costa, foto,  fundador e administrador  do Blog do Inharé, presta  relevante serviço a cultura e memória  de Várzea-Alegre. O seu trabalho realizado, hoje em dia,  será reconhecido no futuro.  No Blog do Inharé encontramos de tudo,  historia, estoria,  memoria, estudo da genealogia, causos  bem humorados como este a seguir. Eu tenho uma profunda admiração pelo  empreendimento do Giovane Costa. Levo o meu  mais sincero  incentivo.

Causo :

Raimundo Sabino, comerciante de fino trato com as pessoas,  homem bem humorado era  conhecido como  o maior  botador de apelidos da ribeira do Machado. Não perdia a oportunidade de fazer rir.

O fato é que dona Carmelita, mãe do Geovani pediu  que o filho  fosse  até a bodega do Raimundo Sabino comprar uma cabeça de alho.  Mas, recomendou : Eu só quero se for grande!

Giovane já saiu temeroso das tiradas de Raimundo, mas, cumpriu com a determinação da mãe  dizendo para o comerciante: Mãe mandou comprar uma cabeça de alho, mas disse que só quer se for grande!

Raimundo Sabino deu uma cubada em Giovane e respondeu: volte e diga pra sua mãe que do tamanho da sua só se mandar buscar na Bahia!


TER FÉ É DESAFIO DE SER HUMANO - Por Edmilson Alves.

TER FÉ é não permitir que o comportamento, inconsequente, do outro reduza tua paz. As palavras têm o poder até de destruir. Mas, quem tem fé, sente paz interior, e jamais será ferido. 

A palavra ferina fere, mas, a paz de espirito cura. Não há ferimento capaz de permanecer pra quem tem fé, e essa virtude não pressupõe atos rogativos e orações para fortalecer tua esperança. 

Mas, sobretudo, a qualidade do conteúdo do pensamento de quem fala com DEUS. Ter fé tarefa bastante difícil, é aprender a esperançar, ter confiança, realizar sonhos, fiar nas próprias potencialidades, desbravando caminhos acreditando na força redentora do poder CRIADOR. 

O que o amigo falso incomoda, é ser falso amigo. Mas, quem tem fé, livrar-se-á da inveja e desses amigos. Os invejosos tentarão reduzir teu valor, desconstruir a tua construção, mas, a fé permitirá que tua fortaleza seja tão forte, similar aos carvalhos, que nem as lufadas dos fortes ventos te farão tremer. Teus inimigos, caso os tenham, poderão querer te magoar, mas, tua fé é maior do que qualquer iniquidade. 

Se tu tens fé, podes acreditar que ninguém é capaz de te derrubar. Mas, o que quer dizer fé? Não é a mesma coisa que crença. É um processo de libertação da criatura, libertando-se das amarras, de própria casca de NOZ. È ter liberdade. Liberdade pra buscar a verdade, conhecendo-se a si, favorecendo o autoconhecimento. 

Todos somos seres espirituais. Somos um espírito no humano. Jamais o humano no espiritual. Nosso ser físico é como um alojamento temporário para nossa mente consciente. O que se chama de EU (espírito), é a mente consciente que, não localizada pelos olhos, extrai da Força Universal qualquer coisa. Saúde física e mental. Sucesso no que quer ser. Aprendendo com mais prazer novos caminhos. Caminhando, caminhando sem pressa pra conquistar a vida. Pra eternizar o amor, irmã gêmea da fé e da flor.. 

Sendo a vida um eterno desafio, a criatura vive, existencialmente, sujeita às agitações da alma e a imprevistos assustadores! Para que tenhamos acesso ao poder da fé é necessário remover-se as barreiras condicionadas no inconsciente, colocadas pela complexidade social e pela ignorância humana. 

A necessidade de encarar o amanhã e o futuro com esperança de dias melhores‚ refaz nossos sentimentos de alegria e vontade de viver. A saúde do corpo e a paz espiritual dependem da harmonia dos seus extremos. O crescimento da fé ocorre em razão direta da liberação consciente das energias positivas que os psicólogos chamam de equilíbrio-psicossomático. 

Essa harmonia aperfeiçoa nossos valores pessoais, familiares. Ninguém viverá verdadeiramente em paz, se não mantiver firmeza em seu próprio potencial, em seu caráter, em DEUS, na família e na humanidade.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Vergonha evitada - Por Antônio Morais.



O TRF-3 acaba de determinar a suspensão de entrevistas com Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado contra Jair Bolsonaro.

O desembargador Federal Nino Toldo concedeu liminar em mandado de segurança impetrado pelos procuradores Silvio Pettengill Neto, Silvio Pereira Amorim e Damaris Rossi Baggio Alencar.

Toldo derrubou a decisão do juiz federal Dalton Igor Kita Conrado, corregedor da Penitenciária Federal de Campo Grande, que autorizava a entrada de repórteres da Revista Veja e do SBT.

Quem tem que dar entrevista é a Policia Federal. 

A sociedade espera da PF uma resposta rápida e não a palavra de um criminoso que tentou contra a vida de um candidato a presidente da república. 

Querem permitir que um bandido decida a eleição? Basta  afirmar que foi o PT ou a própria vitima que mandou que o fuá está sacramentado.

Campanha de Alckmin entra na fase do vale-tudo - Por Josias de Souza.


Um pouco de sinceridade é um perigo. Muita sinceridade costuma ser fatal. O presidenciável do PSDB resolveu ser sincero como um candidato apavorado. Levou ao ar uma propaganda com o seguinte teor: “Pra vencer o PT e a sua turma no segundo turno, o candidato é Geraldo Alckmin, mesmo que você não simpatize tanto com ele.” O que o comercial afirma, com outras palavras, é o seguinte: “Se você detesta o PT e quer evitar a vitória de outro poste de Lula, vote em Alckmin, mesmo que o considere uma porcaria”. A isso foi reduzida a mensagem do PSDB.

Na frase anterior, a atriz contratada para apresentar o programa de Alckmin no horário eleitoral leu no teleprompter: “Se você não quer entregar o país pro PT ou pra alguém da turma dele, o seu candidato não pode ser o Bolsonaro, por mais que você simpatize com ele”. Noutro trecho, a peça reconhece que o eleitor que coloca Bolsonaro no topo das pesquisas já foi tucano: “Se você não quer que o PT volte, volte você pro 45. Esse é o único jeito de o Brasil não dar PT.”

O que assusta nessa marcha resoluta da campanha de Alckmin rumo à mistificação não é a sua crueza. Se a política brasileira ensinou alguma coisa nos últimos anos foi que não se deve esperar grandeza da marquetagem eleitoral. Assustadora mesmo é a falta de resistência do candidato à tática do vale-tudo.

Poder-se-ia repetir a velha cantilena segundo a qual o PSDB, banido do Planalto há 16 anos, não conseguiu elaborar um projeto alternativo. Mas o problema é ainda mais grave. Em meio a um cenário marcado pela paralisia econômica e por uma epidemia de corrupção, Alckmin não consegue oferecer esperança. O candidato tucano e seu partido são vistos como parte do problema, não da solução.

Alckmin vendeu a prataria da família para obter o tempo de propaganda dos partidos do centrão. E a característica fundamental da dificuldade de julgamento do eleitor é ter que assistir ao horário eleitoral da chapa encabeçada pelo PSDB durante arrastados minutos para chegar à conclusão de que Alckmin não tem nada a dizer, exceto que o eleitor anti-petista precisa pressionar o número 45 na urna eletrônica, “mesmo que não simpatize com ele.” Em vez de ressuscitar o candidato, esse tipo de campanha mata o PSDB. O partido sangra em cota-gotas no horário nobre.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

E D U C A Ç Ã O É DESAFIO DE SER HUMANO - Por Edmilson Alves.


Postagem dedicada "in Memoria" da grande educadora de minha terra, Várzea-Alegre - Professora Ormecinda Siebra, foto.


E D U C A Ç Ã O. 

Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Entretanto, a educação propriamente dita, é algo especial que, na época da Grécia antiga, limitava o conhecer a pequena casta do saber. Então, na idade média, um monge tcheco, da época da inquisição, impôs novos caminhos que dinamizassem o conhecimento. Foi quando surgiu o ensinar de forma massificada que não é o mesmo que educar.

Educar é construir o caráter. É formar homens para construção da nação. Educar é investir na criança que necessita de carinho, sem excesso de permissividade e disciplina, sem excessos de rigidez! Amar é reorientar os homens para os desafios humanos. Aonde o PAÍS quer chegar com o seu estilo inapropriado de ensino? O país necessita pensar grande, voando alto, o voo de Águia, para o povo sonhar alto. Querendo o melhor do melhor... Querendo coisas boas pra a vida... É pensando assim que trazemos que atraímos aquilo que queremos, necessitamos!  Pensar pequeno limita a vida. Coisas pequenas atraem pequenos resultados. Desejar o melhor do melhor é que queremos! 

Se o planeta fossa uma aldeia com 100 pessoas, oito (8) possuiriam 50% das riquezas do mundo, sendo que seis (6) dos oito (8), seriam norte americanos. Dos cem (100), oitenta (80) viveriam em condições subhumanas. Quem tivesse comida na geladeira, roupa no armário, um teto onde morar, seria mais rico do que 75% da população mundial Se você pode ir à escola, à sua igreja sem medo de ser humilhado, preso, torturado ou morto, certamente, seria mais afortunado do que 3 BILHÕES (3.000.000.000) de pessoas no mundo e, ainda, caso guardasse dinheiro no banco, na carteira e possuísse algumas moedas em um cofrinho, já estaria entre os 8% mais ricos deste planeta.  Ao analisar nosso mundo desta perspectiva tão reduzida é quando se faz mais importante a necessidade da reflexão sobre a EDUCAÇÃO! Educação é poder! 

Educar é reinventar-se para a vida, vivendo intensamente cada dia, aprendendo novas saberes, e novas profissões. Educação o melhor investimento de países que enxergam o futuro.  No Brasil, todavia, as crianças são quase sequestradas para frequentarem salas de aula, em troca de merenda escolar, sem outra motivação! Os professores não são formados e bem informados no que se propõem ensinar. 

Ganham salário de fome. Após o ensino médio o estudante, no Brasil, perde quase oito anos e nada aprendem.  O jovem, grande maioria, nada sabe, nada aprendeu. Não aprendeu a pensar, a ler e interpretar um texto, Aos vinte e um anos, ainda, não se sentem adultos. Exauriram seu tempo com prazeres efêmeros. Não têm profissão, não tem amigos, não tem ninguém, embora suponha que no mundo virtual, há milhares de amigos. Jamais houve tanta solidão na vida dos jovens quando descobrem a realidade da vida real. Nos últimos vinte ano no planeta aumentou em trinta por cento (30%), o número de suicídios entre os jovens. Não têm noção de lógica. Como irá votar com consciência e mudar o perfil dos pais?  O que nos resta? Só com ideias revolucionárias na educação, realizam-se grandes feitos, sem a propaganda falsa de que o Brasil é a “PÁTRIA EDUCADORA”!


Mensagem ao Blog do Antonio Morais - Por Helder Macário de Brito.



Ao agradecer pelo que você fez e falou a meu respeito dias atrás, ligou a minha personalidade a de alguns de nossos  antepassados, quero dizer que fiquei muito lisonjeado e feliz,  recebendo inclusive, parabéns de alguns amigos como Armando Rafael por exemplo, coisa que jamais  pensei acontecer porque o que fiz, para mim, era tão natural e eu já havia feito algo tão semelhante que, achava, estava apenas cumprindo um dever, e que se eu não fizesse como fiz, iria, por certo,  me sentir um fraco, um covarde, embora ache também, que hoje em dia,  muitos dos que tem aquela oportunidade não a desperdiçam e, as vezes, até provocam propostas indecorosas como vemos acontecer, agora, tão corriqueiramente.

Vemos o pais ser corroído, acontecendo tanto ao que se assemelha ao que me foi proposto, e é aceito, o que se chama corrupção que tornou-se tão corriqueira no pais, tornando o povo tão incrédulo que se torna sem  rumo, sem saber em quem  confiar,  e em quem votar, embora saiba que pra muita gente de valor, digna de confiança, mas que se recusa participar de alguma função por temer ser julgado má pessoa. indecente, desonesta, havendo felizmente algumas deste grupo que aceitam o cargo,  não se dobram a contaminação do país, e executam decentemente as suas obrigações, só que fica difícil para o povo saber  quem é assim,  pois até a justiça, às vezes, é falha,  não fazendo a própria lei da ficha limpa funcionar.

Até alguém chegar ao cumulo  de achar e dizer que, quem é honesto, condena a corrupção, é um tolo, um imbecil,  não como acontecia na época de nossos antepassados, e como você diz eu puxei  os seus procedimentos  o que me engrandece intimamente, sem contudo me engrandecer, a ponto de pensar que sou superior  a quem quer que seja,  preferindo ser humilde, mas, acreditado, achando que alguns como você e outros da família, tem o mesmo temperamento,  a mesma maneira de ser,  a mesma fibra,  a mesma historia,  que possa ser contada abertamente como você contou  um pouco da minha.

Obrigado, meu amigo, meu parente,  que muitos que vejam o seu feito  o seu trabalho, acreditem que eu sou mesmo  um defensor da ordem, da justiça, do cumprimento dos deveres, modéstia à parte. 

“Bolsonaro joga de acordo com as regras da democracia” - O antagonista.



Aloysio Nunes disse à BBC Brasil que Jair Bolsonaro “joga de acordo com as regras da democracia” e não traria “nenhum retrocesso” nas relações internacionais do Brasil.

O ministro tucano disse também:

“Nós temos opiniões conservadoras, fortemente conservadoras na sociedade brasileira, que se refletem na política. Elas não tinham encontrado até agora um canal de manifestação política. Agora encontraram no Bolsonaro”.



PARADOXO DESAFIO DE SER HUMANO - Por Edmilson Alves

P A R A D O X O. 

Olhando o céu, no infinito encontrarão átomos efêmeros sobre efêmeros átomos! Sem identificar o exato lugar em que no Universo, podereis demonstrar e, compreender, julgando a obra de Deus! 

Não adianta fazer planos, visando descobrir como se formou a Obra Divina. O Panteão Cósmico é infinitamente perfeito.  As vidas em nosso planeta é outra demonstração de que o homem indaga, mas, sem respostas e solução! Buscando compreender essa obra imutável, de beleza rara, sem igual, e, nenhum ser humano irá compreender, desvendar esse mistério fabuloso. São Átomos sobre átomos, formando grandes colmeias, formando luz e calor, formando vidas! 

Os átomos povoam o éter cósmico, com eletros percorrendo o Universo inteiro, com a frequência de comunicação de uma energia padrão, (4.3.2), formando a sinfonia de sons da bioenergia! O homem tem insistido compreender, com muita curiosidade, sentimento até normal, mas, mesmo insistindo, não existe nenhum caminho lógico-cientifico que se possa explicar e vamos postergar o caminho pra, um dia, quem sabe, saber. Resta, por ora, só observar, extasiando-nos com tanta harmonia e beleza que nossos sentidos alcançam. As teorias científicas, ainda, nada explicam que a beleza do mundo! É bom aferir que, pelo menos neste planeta, há paradoxos existenciais, que é bom  se  observar. A Lei divina se universaliza, mas, confirma o paradoxo: Em que o nada é quase tudo. Tudo é quase nada... O certo é quase erro, o erro é quase certo... 

O zero é número que representa o nada!... Diante do infinito–, o nada é quase tudo, o zero é, na matemática, o infinito dos números!  Sábio sem crença é arvore sem fruto, não é por ser útil que a crença é verdadeira... Mas, quem não vive de acordo com sua crença, não tem crença, não tem nada. Tu crestes em mim... Oh! Tomé!... Porque me viste... Aprender sem pensar é inútil. Pensar sem aprender, nem é sábio nem ingênuo, não é guerra nem é paz... É uma moeda falsa que brilha, mas, não tem valor!...  

Aquele que pensa, pende pro ódio ou,  pro amor. Não há escolha... Só a imbecilidade escolhe sem pensar... Eh! Tomé –, Deus quis o paradoxo pra confundir o homem... Desejou que a terra fosse toda una e que o mar não separasse o povo, pra o homem buscar e se deparar nas tormentas da dualidade –, cós caminhos da integração e propósitos da verdade!

Os fantasmas do PT - Por o Antagonista.

O golpe dos eleitores fantasmas foi abortado.

“O que se viu ontem no STF”, disse Merval Pereira, “foi mais uma manobra de partidos políticos, desta vez PT e PCdoB da coligação de Fernando Haddad, e o PSB, tentando transmitir a impressão de que o pleito de 7 de outubro pode estar viciado devido à decisão do TSE de cancelar 3,4 milhões de títulos de eleitores que não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório.

Os advogados do PT e do PCdoB alegaram que a falta desses eleitores nas urnas pode comprometer a eleição, pois pode ser uma diferença que influencie no resultado final.”

A estrutura de poder odienta do PT.

Ciro Gomes, no debate do SBT, disse que prefere governar sem o PT:

“Francamente, se puder governar sem o PT, eu prefiro, porque neste momento o PT representa uma coisa muito grave para o país, menos pelos benefícios, que não foram poucos que produziu, mas porque transformou-se numa estrutura de poder odienta, que acabou criando o Bolsonaro, essa aberração. E esse conflito entre os dois vai levar nosso país para o fundo do poço”.

Francamente, Ciro Gomes vai pedir um emprego para a estrutura de poder odienta.

Sucessão escancara falta de quadros da política - Por Josias de Souza.


De todas as evidências que a sucessão de 2018 escancara, a mais incômoda é a absoluta falta de quadros da política nacional. O líder das pesquisas, Jair Bolsonaro, era até ontem um deputado com 27 anos de mandato e nenhuma obra relevante a exibir. O vice-líder é Fernando Haddad, um ex-prefeito cujo mandato o eleitor de São Paulo se recusou a renovar, impondo-lhe uma derrota de primeiro turno.

O país está de novo às voltas com uma disputa do tipo PT versus anti-PT. A diferença é que o eleitor anti-petista se deslocou da centro-direita para a extrema-direita. Incompetência do PSDB. Há 16 anos fora do Planalto, o tucanato não conseguiu oferecer esperança que justificasse o seu retorno. Aécio, a oferta de 2014, virou lama. Alckmin, a aposta de 2018, está na posição do jogador que corre o risco de levantar da mesa de pôquer sem dinheiro para o táxi.

O PT celebra a ascensão meteórica de Haddad como um renascimento. Nada mais ilusório. Depois de dois mega-escândalos e um impeachment, tudo o que o petismo foi capaz de oferecer foi um novo poste. O único líder do partido com luz própria está na cadeia. Sofrerá novas condenações. Ainda que eleja mais um preposto, Lula talvez não consiga mais disputar eleições. Costuma-se dizer que o brasileiro não sabe votar. Mas a verdade é que o eleitor não pode escolher o que não está na vitrine.

ALCKMIN SOFRE DEBANDADA, E PERDERIA NO 2º TURNO - Por Claudio Humberto.



Pesquisas não confirmam o suposto “favoritismo” de Geraldo Alckmin (PSDB) em eventual segundo turno, como divulga sua propaganda, e pior: após o “centrão”, até os próprios tucanos participam da debandada. 

Em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do País com 15,7 milhões de eleitores, o candidato a vice do favorito Antonio Anastasia (PSDB) já pede “voto útil” em favor do candidato do PSL. Marcos Montes fala abertamente em “mãos dadas” com Jair Bolsonaro.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

267 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais

Dos filhos de José André, Pedro Alves de Morais, Pedro Cajarana, meu saudoso irmão era o mais serio. Mesmo assim tinha as suas prosas.

Em Junho de 1982, quando o avião da Vasp caiu na Serra de Aratanha em Pacatuba, vitimando centenas de pessoas, inclusive o empresário Edson Queiroz, consternando o Ceará e o Brasil.

Um grupo de casais amigos, Demontieux e esposa, Vitorino e esposa, Estácio e esposa e Pedro Morais e esposa estavam na "Praia do Futuro" e o assunto era um só : a catástrofe com o avião, a situação dos mortos etc.

Certo momento Otonite, esposa do Estácio foi as lagrimas. Pedro observando a cena disse : Não entendo porque tanto sentimento : Pelo que sei Edson Queiroz não era da "Ribeira Bastião"
.
Ribeira Bastião é uma localidade entre os municípios de Cariús e Tarrafas no Ceara, local onde residem os familiares de Otonite, esposa do Estácio Cortez.


LANÇAMENTO - Por Dr. José Flavio Pinheiro Vieira.




SEXTA PRÓXIMA - DIA 28 DE SETEMBRO - SALÃO DE ATOS DA URCA - 19 HORAS
CRATO 

" DORMINDO À BORDA DO ABISMO.
A MEDICINA NO CARIRI CEARENSE ( 1800-1900) "

TRIGÉSIMA QUARTA PÁGINA DE AMOR - Por Edmilson Alves

BUSCANDO SENTIDO NA VIDA. Após colecionar lágrimas, depois de experimentar perdas, depois de sofrer derrotas, busquei sentido na vida, transformando-a num colecionador de esperanças, reconhecendo meus erros, procurando promover o bem dentro de mim, porque a vida é bela. É uma obra de arte. Sinta a brisa perfumada no jardim do existir. Abastecendo a emoção, deixando rastros de alegria, de luz, de paixão Eu te desejo! Oh. Querida. Como te desejo um dia cheio de encantos, de maravilhas também. 

Um dia em que o sol, a chuva surjam no teu jardim, produzindo rosas, as mais lindas DO JARDIM, com muitas cores, belíssimas rosas para enfim perfumarem a tua viva, pra viver perto de mim. Um dia de alegria, de felicidade sem fim, é tudo que eu te desejo para que voltes... Motivos de gratidão com o coração sorrindo... Procuro Deus todo dia, entre nós – eu e tu, brilhando o nosso amor, com o brilho das estrelas, dos sóis, até dos cometas quando passam deixando seus rastros de luz! Luzes, muitas luzes multicores, iluminando nossa casa que se encontra vazia, sem a presença que encanta, do amor de uma santa no mundo dos amantes! Imaginaram-se, eu Imaginei também que nascemos um para o outro, para viver com altivez, com coragem, determinação de quem controla a mente, pra não sucumbir com a emoção, que faz ri pra não chora, por causa de tua ausência santuário de nosso LAR. 

É difícil de viver, sentindo-me pela metade , aguardando a outra parte, quando chegares aqui. Ausente de mim eu te cobro quando retornares, falando bem do jeito, o amor só se aprende quando começa a amar. Inicio todos os dias, pensando no que vou fazer, sentido que sem conluio, a solidão poderá aparecer mesmo pra quem controla a mente, controlando o coração, mas, superar meus impulsos, usurpam minha razão. Minha sensibilidade litiga contra a capacidade que tenho de te esperar, mesmo eu sendo forte, mas, sou monoteísta do único amor, perseverante, otimista com direção, porém, buscando o caminho, seguindo as pegadas já percorridas dantes, durante cinquenta e três anos que caminhamos, caminhando, caminhando, sem pressa de chegar, pois a finitude é parceira – ela é até traiçoeira, então seguimos caminhando, caminhando .... Mas, às vezes me pergunto: qual o caminho... Minha memória por acaso está falhando? Tenho confiança que o melhor de mim acertará o caminho. 

O caminho iluminado, por Taoístas afamados, que não se estremecem sem uma prévia razão. Encontrar nosso caminho pra vida percorrer, asseguro-te, que pensamentos positivos vão contribuir pra agente viver, ser feliz, combatendo a saudades que sacode o meu espírito, sugando a minha própria luz, do caminho que me seduz com vontade de viajar, indo até a Várzea Alegre, alegrar a minha cruz. Vibrar, vontade de viver, crescer, multiplicar só se consegue, soletrando o verbo amar! 

Realizar esses sonhos, vivendo sem delirar, é motivo de viver, vivendo pra te esperar com delírio que não me incomodam, conjugando o nosso verbo, eu me considero um herói para lutar, não tenho medo de nada, nunca fujo de pavor, guerra é guerrear com força e qualidades. Quero te fazer o bem, proporcionar muita paz, confiando que alcançarei tudo que pretender, superando a sensação da impaciência, que não é solução, quando a calma é a esperança do verbo esperançar. Com pensamento positivo, volto à mesma tecla, sem ser repetitivo que, o grande vencedor é quem sabe amar.

Indulto a Lula seria atestado definitivo de culpa - Por Josias de Souza.



Gleisi Hoffmann recolocou no baralho da sucessão a carta do indulto, que Fernando Haddad havia descartado. Presidente do PT, ela disse ao UOL que “não veria problema nenhum” na concessão de um indulto a Lula caso o PT retorne ao Planalto. Considera a providência “absolutamente normal”, pois “Lula é inocente” e sua prisão “é uma sacanagem”.

Indulto, como se sabe, é perdão. Até Gleisi, uma advogada bissexta, sabe que não há maior “sacanagem” para um inocente do que a concessão de clemência para os crimes que ele diz não ter cometido. Assim, para que a coisa fizesse nexo, a comutação da pena de Lula teria de ser precedida de um reconhecimento da culpa do pajé do PT. O presidiário teria de abdicar dos recursos que ajuizou contra a condenação a 12 anos e um mês de cadeia.

De resto, o hipotético presidente da República petista precisaria guerrear no Supremo para salvar um decreto de indulto editado por Michel Temer no Natal de 2017. Em decisão liminar, sujeita à apreciação do plenário da Suprema Corte, o ministro Luís Roberto Barroso sustentou que o indulto natalino de Temer deu “um passe livre para corruptos em geral.” Determinou que condenados por corrupção não recebam o perdão presidencial. Lula foi condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. Está na bica de adicionar ao prontuário pelo menos mais duas condenações criminais.

266 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais


Pedro Piau e sua esposa Iraci Bezerra  eram compadres Zé Bitu e Vicentina. Certa feita  foi servido  um mel de engenho com farinha.

Pedro Piau ficou tentando unir os compostos com uma certa dificuldade. Quando perdeu a paciência, coisa que ele sempre teve de sobra, olhou para Zé Bitu e falou:

Compadre! Tem coisa no mundo mais trabalhosa, do que misturar mel com farinha?
Tem compadre. Separar depois de misturado.

MV.


Exemplo a não ser seguido - Por Antonio Morais.


De 1975 a 1995, duas décadas, eu fui gerente de banco. Neste período o "Coletor da Fazenda Estadual" de uma cidadezinha distante viajava com um saco de dinheiro num fusca para depositar na conta do "Tesouro Estadual" e não era assaltado. O professor saía do banco contando o dinheiro na rua e não era surrupiado. O gerente do Banco buscava na padaria o apurado do dia e não era importunado. 

Sabe porque? 

A audiência de custódia era chibata no lombo, seguido de um inquérito policial, a aplicação da lei e sentença : Hospedagem por um bom tempo no xadrez. 

Depois que o Presidente da Republica, o Pajé Lula da Silva se converteu num bandido condenado e preso o exemplo foi disseminado e os delinquentes perderam o medo da autoridade e da justiça. 

Criminalidade generalizada. "Iniquidade".

CARIRIENSIDADE (por Armando Lopes Rafael)

As tentativas para separar a região do Cariri do Ceará


     As alegativas (para a criação da “Província” e/ou “Estado” do Cariri) sempre foram mais ou menos as mesmas: a de que a região sul-cearense possuía progresso econômico e civilizatório, mas não recebia o apoio necessário vindo do governo sediado em Fortaleza, o qual relegava ao abandono o Cariri. 

     A primeira tentativa de independência do Cariri foi em 1828. A Câmara de Vereadores do Crato encaminhou representação ao Governo Imperial mostrando a oportunidade de criação da nova Província do Cariri Novo. A ideia voltou à tona, em 14 de agosto de 1839, quando o senador José Martiniano de Alencar, do Partido Liberal, apresentou, no Senado do Império do Brasil, um projeto de lei, cujo artigo 1º dizia textualmente: "Fica criada uma nova Província que se denominará Província do Cariri Novo, cuja capital será a Vila do Crato".

     Anos depois, através do jornal "Diário do Rio de Janeiro", voltava o senador Martiniano de Alencar a defender sua ideia de criação da Província do Cariri. Em 1846 a proposta foi reapresentada pela Assembleia Legislativa da Província do Ceará e retomada no decênio de 1850 pelo jornal “O Araripe”, editado em Crato. No século XX a reivindicação ganhou fôlego nos anos de 1905, pelas páginas do jornal “Sul do Ceará”. A última tentativa foi em 1957, quando se criou um Comitê Central Pró Estado do Cariri. Todas essas tentativas ficaram só no sonho. Hoje é impraticável se pensar em iniciativas separatistas como as mencionadas acima.

Como era o Cariri nos tempos do Brasil-Colônia?



       Ainda hoje, muitas pessoas  -- que se julgam bem informadas --, não sabem distinguir a diferença entre os tempos do “Brasil-Colonial” (quando pertencíamos a Portugal) para os tempos do “Brasil-Império” (quando o Brasil se tornou uma nação independente com dimensão continental). É comum, quando se fala da monarquia brasileira, até mesmo professores (que têm obrigação de distinguir essas duas fases) afirmarem: “Na monarquia, os portugueses levavam nossas riquezas para a metrópole”. Ora, a transferência dos produtos brasileiros para Portugal ocorreu somente na época do “Brasil-Colônia” (e mesmo assim somente até a chegada da Família Real, em 1808). Essas transferências não ocorreram no “Brasil-Imperial”, país soberano e respeitado no concerto das nações a partir de 1822.

       Como era o Cariri no “Brasil-Colônia”? Distante mais de 600 km do litoral, carente de comunicação com os centros mais adiantados do Brasil, no Cariri cearense foi plasmada uma cultura própria, herança portuguesa, sob forte influência da Igreja Católica. Em algumas vilas e localidades caririenses, as companhias de penitentes se flagelavam, à noite, em frente das igrejas e dos cemitérios. O centro gravitacional das populações daqueles remotos tempos girava em torno da aristocracia rural, semelhante ao um feudo medieval!

       O proprietário rural atuava quase sempre como um poder moderador nos conflitos naturais da convivência humana. E a relação “patrão-empregados” era feita na base do compadrio. O proprietário rural era visto mais como um amigo (a quem se podia recorrer nas dificuldades) sendo impensável, naquele tempo, a versão – ainda hoje pregada nas universidades públicas – de “classe dominante”. 

O Cariri foi uma herança da mentalidade medieval

Crato em 1859, aquarela de José dos Reis Carvalho

     A região do Cariri foi, no início do seu povoamento, um resquício da civilização medieval, lembrando a que existiu na Europa, guardadas, é claro, as diferenças das realidades entre o velho e o novo mundo. Quando a decadência dos princípios basilares da Idade Média teve início no velho continente europeu, por volta do século XV, este processo de descristianização não foi implantado na Europa com rapidez. Nem atingiu todas as nações europeias com a mesma intensidade. Fácil compreender por que isso ocorreu.  Naquele tempo, não existiam os meios de comunicação, que temos hoje. As notícias e os acontecimentos levavam tempo para chegar aos países periféricos da Europa, e às pequenas vilas e povoados destes.

       Portugal, o mais ocidental dos países europeus, situado às margens do Oceano Atlântico, foi o último a sofrer as consequências da decadência daquele apogeu que caracterizou o sistema econômico, político e social, conhecido por “feudalismo”. Em Portugal, as consequências da   debacle desse sistema (que começou a se estruturar na Europa, ao final do Império Romano do Ocidente – século V – e atingiu seu apogeu no século X, só desaparecendo praticamente no final do século XV) chegaram às terras lusitanas com relativo atraso.

Mentalidade transferida para o Brasil nos albores do povoamento


          Ora, no início do século XVI, quando os portugueses aportavam no Brasil, ainda traziam para este Novo Mundo, boa parte da mentalidade medieval, no que diz respeito aos princípios de uma sociedade orgânica, isenta das “novidades” que a Idade Moderna já introduzira, por exemplo, na França, na Alemanha e outros países mais influentes do continente europeu.

   Chegando ao Nordeste brasileiro, a mentalidade da sociedade católica, aqui plasmada pelas boas famílias portuguesas que para cá se transportaram – os chamados “fidalgos” – conservou muitos princípios da mentalidade medieval. E isso aconteceu devido, principalmente, à grande distância e à falta de comunicação entre esta parte do Brasil e a já revolucionária Europa.

Mentalidade que chegou ao Brasil-Imperial  

        Verdadeiro rosto do Imperador Dom Pedro I, revelado graças à reconstituição facial feita recentemente, sob os auspícios do Prof. José Luís Lira -- Crédito: Cícero Moraes

    No século 19, a maior parte dos trabalhadores dos engenhos caririenses era composta de homens livres, os chamados “agregados da família”.  E mesmo os escravos negros (pouco numerosos no Cariri), consoante a tradição, não sofriam – salvas as exceções – a opressão e a impiedade, que levavam seus irmãos de cor a gemer nos cativeiros de outras províncias brasileiras, especialmente as exportadoras de produtos agrícolas (São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, dentre outras). Talvez isso ocorresse no Cariri, porque não havia nesta região uma elite econômica ávida por lucros, voltada para a exportação da sua produção, como a existente nas províncias acima citadas. O escravo no Cariri, com raras exceções, era quase gente da família. Esses negros compartilhavam dentro da sua humildade e sujeição os acontecimentos alegres e tristes dos seus senhores.

Crato vai comemorar o centenário do Prof. José do Vale

    José do Vale Arraes Feitosa nasceu na fazenda Canabrava, em Aiuaba, sertão dos Inhamuns, em 11 de abril de 1919. Adolescente veio estudar no Seminário São José de Crato, e desta cidade nunca mais saiu.

     Vocacionado para o magistério foi professor em Crato durante 42 anos. Foi vice-diretor do Colégio Diocesano de Crato de 1947 a 1969; professor e co-fundador do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, do Colégio Agrícola Federal e do Ginásio Municipal Pedro Felício, todos da cidade de Crato. Em 1968, formou-se em Letras pela Faculdade de Filosofia do Crato, habilitando-se a ministrar as disciplinas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Francês e Literatura da Língua Francesa. Especializou-se em Literatura Brasileira, Literatura Portuguesa e Língua Nacional.

    Casou, muito jovem, com Maria Gisélia Pinheiro, com quem teve seis filhos. Em 1965 ficou viúvo. Em 1968 contraiu novo matrimônio com a professora Maria do Carmo Feitosa, sua parente. Desta união nasceram dois filhos. Era fluente orador. Foi um dos fundadores do Instituto Genealógico do Cariri. Recebeu o título de “Cidadão Cratense” e era sócio do Instituto Cultural do Cariri. Faleceu em 19 de outubro de 1997.

     Em 2019, no dia 11 de abril, a comunidade cratense vai comemorar o centenário de nascimento de um homem de bem, na verdadeira acepção da palavra. Um grande mestre, humano, afável, uma pessoa, simples, culta e de bom coração.

História: Um herói chamado Tristão

Bandeira da Confederação do Equador de 1824

     Muita gente ainda confunde a “Revolução Pernambucana de 1817” com a “Confederação do Equador”. Foram dois movimentos revolucionários distintos. Em 1824, eclodiu nova revolução republicana em Pernambuco denominada "Confederação do Equador". Este movimento uniu algumas lideranças das províncias de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, descontentes com a Constituição outorgada pelo primeiro imperador brasileiro, Dom Pedro I. O movimento repercutiu intensamente no Crato. Tristão Gonçalves de Alencar Araripe aderiu, com todo entusiasmo e idealismo, à Confederação do Equador. Em 26 de agosto daquele ano, foi ele aclamado pelos rebeldes republicanos como Presidente do Ceará. Entretanto a reação do Governo Imperial foi implacável. As instruções para debelar o movimento eram assim sintetizadas: "(...) não admitir concessão ou capitulação, pois a rebeldes não se deve dar quartel". Debelado o movimento restou a Tristão Araripe duas alternativas: exilar-se no exterior ou morrer lutando. Escolheu a última opção.

      Nas suas pelejas, Tristão colecionou vários inimigos. Dentre eles um rancoroso proprietário rural, José Leão da Cunha Pereira. Este utilizou um seu capanga, Venceslau Alves de Almeida, para pôr fim à vida do herói da Confederação do Equador no Ceará. Tristão Araripe faleceu, em 31 de outubro de 1825, combatendo o grupo armado de José Leão, na localidade de Santa Rosa, hoje inundada pelas águas do Açude Castanhão. Morreu como queria: pelejando, graças a Deus!

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Internet pode decidir as eleições no Brasil, dizem autores do livro ‘O Novo Poder’

ivro analisa como um mundo hiperconectado democratizou o acesso e o poder de influência

Fonte: Excertos da entrevista feita pela revista VEJA com os autores do livro.

    Em tempos de massivo uso da internet e redes sociais, pessoas comuns têm se tornando cada vez mais protagonistas em áreas às quais não tinham acesso anos atrás. Agora, elas conseguem saber das notícias mais rapidamente, compartilhá-las e produzir seu próprio conteúdo nas redes sociais e no YouTube. A possibilidade de obter conhecimento e ter voz, alcance e influência é chamada de “novo poder” pelos autores Henry Timms e Jeremy Heimans, autores do livro O Novo Poder, publicado no Brasil pela editora Intrínseca.

     O inglês Henry Timms é presidente do 92nd Street Y, centro cultural comunitário que cria programas e movimentos que fomentam o aprendizado e engajamento cívicos. Já o australiano Jeremy Heimans é CEO e um dos fundadores da Purpose, empresa especializada na concepção e no apoio de movimentos sociais em todo o mundo.

Pergunta da revista VEJA: No Brasil, 64,7% da população tem acesso à internet, de acordo com dados do IBGE de 2016. Em um ano de eleição, mesmo com acesso limitado, é possível que as redes sociais definam o resultado em favor de candidatos com pouco tempo de televisão?

Resposta de Timms: Não acho que seja limitado. E esse número entre as pessoas que votam tende a ser maior. Então pegue como exemplo o que se passou nos Estados Unidos. Todos os especialistas apontavam um resultado, e não foi o que aconteceu. O mesmo com o Brexit, no Reino Unido. Então, sim, é possível que no Brasil a internet decida a eleição. A ideia do tempo de TV é algo muito relacionado ao antigo poder. Não acho que se ganha eleição apresentando propostas nesse tempo, mas oferecendo algo diferente às pessoas nesse curto espaço, levando-as a um novo lugar.

Resposta de Heimans: O Bolsonaro replicou a estratégia da campanha de Trump. Ele usa um exército de pessoas nas redes sociais em seu favor, algo que a grande mídia não entendeu. Apesar de Trump apontar números na pesquisa 10% inferiores aos de Hillary, nas redes sociais seu alcance era 10% superior. Ele soube usar isso para impulsionar sua campanha, e me parece que Bolsonaro tem essa mesma intensidade. Seus números na pesquisa podem estar aquém de seu apoio. Muitas pessoas que o respaldam nessa eleição, homens mais velhos, estão participando pela primeira vez de uma eleição com redes sociais e estão se sentindo politicamente participativos, algo muito semelhante ao que ocorreu nos Estados Unidos.

AUSÊNCIA DE LUCIDEZ É DESAFIO DE SER HUMANO - Por Edmilson Alves

E V I D Ê N C I AS. 

É muito melhor perceber um defeito em si mesmo, do que dezenas nos outros em pessoas que você já conhece. Seus defeitos poderão ser mudados, você poderá se tornar melhor. Tudo dependerá de sua vontade, consciência e determinação. 

Antes de apontar o dedo para os defeitos alheios, saiba que ninguém é perfeito, e você também é obra inacabada! Neste mundo não existe verdade universal. Uma mesma verdade pode apresentar diferentes fisionomias. Tudo depende das decifrações feitas através de nossos prismas intelectuais, filosóficos, culturais e religiosos. 

Aprenda a conhecer a sua verdade e, a aperfeiçoe as perfeições.  Enquanto a criatura não tiver a capacidade de se interagir e unir outras pessoas jamais transcenderá a si. A consciência não é só luz, é uma âncora para evitar o naufrágio da inteligência. A consciência é fonte de sabedoria e energia. O pensar com lucidez, além de harmonizar as emoções, permitiu criar tudo o que existe, e criar o que não existe. 

O Heliocentrismo, a viagem ao Cosmo, a Lei da Relatividade, a aplicabilidade da pesquisa do DNA, a energia do Átomo e tantas outras ficções científicas de uma época, foram explicadas através da reflexão. O cérebro, conectado com o corpo, comanda o equilíbrio somático. O espírito, mantendo conexão com o todo cósmico –, formula o pensamento que se aprimora com a meditação. Para atingir resultados desejáveis, a natureza não se curva a eventos únicos. 

Há a necessidade de repetição continua e espaçada, executadas com disciplina! Os novos hábitos promovem mudanças que proporcionam tudo, principalmente, permitindo sua harmonia interior, fonte de elevação espiritual Descubra a voz interna, essa voz é sua intuição, que amplia a conexão e inspiração com o Todo Cósmico. Aquietar a mente, vítima de estresses, raivas, rancores, ódios e todos os traumas, é tarefa difícil, mas, o que é fácil?... É preciso muita determinação, treino e preparação para obter as respostas que estão dentro de cada um. 

Para isso, precisamos sair da nossa zona de acomodação e meditar, meditar e meditar até atingir níveis AUTO CONHECIMENTO! As pessoas ao nosso redor, por mais amigas, desconhecem que os gatilhos da emoção, quando acionados, poderão disparar rancores, raivas, frustrações e ansiedades! Assim, ingenuamente e despreparados, não sabem como lidar com os mistérios da mente, podendo sugerir ajudas, conselhos conflituosos, imaginando que estão no caminho certo.  

Ledo engano. Geralmente, o conselho fruto da ingenuidade e desconhecimento é similar ao tratamento, ministrado por quem desconhece a doença! O processo de autossugestão, provindo da inspiração de DEUS, mostrar-lhe-á o caminho. O CAMINHO do autoconhecimento. O autoconhecimento permitir-lhe-á respostas para encontrar o CAMINHO!

Tia Joaquina - Por Antonio Gonçalo de Sousa.



Tia Joaquina Gonçalo era uma pessoa do bem e queria bem a todo mundo. Uma das suas boas vertentes era receber bem em sua casa, qualidade que foi incrementada com a humildade e boa gente do seu saudoso marido, Maurício, que também era muito educado e simples.

Essa característica de ser acolhedora em seu lar pôde ser testemunhada por muitos Varzealegrenses que,  nas décadas de 1970 a 1990, aportavam em sua casa, quando recém-chegados em São Paulo a procura de emprego.

Embora, como sobrinho, fosse sabedor desse seu lado generoso, pude ver isso mais de perto quando fui passear em São Bernardo no início da década de 1990. Foi a casa dela, dentre todas, a que mais andei. 

Apesar de ter passado poucos dias no passeio, sempre que ia lá em sua morada, era recebido com aquela alegria e ela perguntando logo por onde eu andava que não tinha mais aparecido...

De volta ao Ceará, para morada, ela veio encher o Sanharol de perseverança e boas gargalhadas na calçada da casa de morada dos saudosos pais, Antonio Gonçalo e Maria Aninha, que, certamente,  estão lhe  acolhendo lá no céu... Vai com Deus Tia Joaquina..
.
Amém.

Coisa de dificil compreensão - Por Antonio Morais.


Eu, por mais de uma vez, fiz concurso para o Banco do Brasil. Quem não desejava ser nomeado e em seguida se casar com a moça mais bonita e filha do homem mais rico da cidade?  

Infelizmente não fui aprovado em nenhum deles. Mas, os que foram aprovados, além dos privilégios acima, tinham um supermercado exclusivo, "só seu", um clube social "único", uma casa de moradia, um carro para si e outro para esposa, pagos. Não existiam 72 prestações naqueles tempos.

Hoje, eu conheço balconista de uma "Casa de peças qualquer" que ganha mais do que um bancário do Banco do Brasil. 

Difícil encontrar, um deles que não tenha predileção pelo PT, por Lula, Dilma e não defenda os seus legados de crimes. 

O CARATER É DESAFIO DE SER HUMANO - Por Edmilson Alves



JANELAS DO CARÁTER. A vida é uma viagem de mistérios para se viver passo a passo. De preferência, dividindo-a em ciclos de um minuto e saboreei vivê-lo, um de cada vez.  Esse tempo, de cada minuto, deverá ser eternizado na memória do existir, com alegria, agindo com atitudes de boa fé, executando o viver com prudência nas palavras, nos gestos e sentimentos, preservando a ética, o amor e a generosidade. Utilize com sabedoria cada minuto, isento da ansiedade com o momento seguinte. Use a criatividade e reinvente-se, seja agradável e menos perfeccionista. Seja menos intransigente com você e com os outros.  Valorize cada segundo, eternizando-o em sua vida. Amplie seu potencial, reciclado o que já sebe, aprenda novos saberes e novas profissões. Desconstrua conhecimentos e hábitos obsoletos, sem utilidade que são um lixo, em sua vida. 

Abra a janela da consciência e deixe a alma arejar-se! Só o conhecimento amplia seu patrimônio vivencial e o autoconhecimento ilumina a consciência ampliando o discernimento do que é justo bom e certo. Deixe a luz inundar tudo, apagando as marcas das decepções, das tristezas, das derrotas e da mania de sofrer por sofrer! Acima de tudo, permita que o Sol derreta o gelo da solidão para penetrar iluminação suficiente, tornando-lhe mais tolerante, mais afetivo.  Tolerante e afetivo com você, com os outros e com a vida.  Sua intransigência e mania de perfeccionismo é uma doença que necessita de cura.  Ilumine as janelinhas dos olhos e ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs, ou seja, você mesmo. Escancare a janela dos desejos. Amar é desejar. Deseje tudo de bom que a vida se predispõe a lhe oferecer.  Esbanje sonhos, ninguém sonha em vão e favorece a arte de viver. Quem não sonha envelhece antecipadamente e sem objetivos, aguarda a vez na fila da morte. 

Desenhe um horizonte além da sua janela, veja além das ondas gravitacionais que, na mais elevada crista, encontrará Deus. O Cristo cósmico também lá está, espargindo amor, tocando o coração e a consciência dos homens bons. Abra a janela da vida e fortaleça o seu caráter, exaurindo rancores. Não fale mal de ninguém, principalmente quando esse alguém estiver ausente e não pode se defender.  Ter caráter é ser leal. É ser cidadão. É ser ético. Fortaleça seus valores e não apequene sua individualidade. Se transforme em “gente que é gente”, aplacando seus impulsos retilianos. Viva com a espontaneidade de uma criança. Debruce-se na janela e aprecie a natureza. O Sol nasce todas as manhãs para refletir luz, calor e vida. Olhe a vida através da luz que ilumina sua janela. Viva fortalecendo o seu caráter, irradie a afetividade e o a solidariedade com quem carece de ajuda.

Internet pode decidir as eleições no Brasil, dizem autores do livro ‘O Novo Poder’


Livro analisa como um mundo hiperconectado democratizou o acesso e o poder de influência

Fonte: Excertos da entrevista feita pela revista VEJA com os autores do livro.

    Em tempos de massivo uso da internet e redes sociais, pessoas comuns têm se tornando cada vez mais protagonistas em áreas às quais não tinham acesso anos atrás. Agora, elas conseguem saber das notícias mais rapidamente, compartilhá-las e produzir seu próprio conteúdo nas redes sociais e no YouTube. A possibilidade de obter conhecimento e ter voz, alcance e influência é chamada de “novo poder” pelos autores Henry Timms e Jeremy Heimans, autores do livro O Novo Poder, publicado no Brasil pela editora Intrínseca.

     O inglês Henry Timms é presidente do 92nd Street Y, centro cultural comunitário que cria programas e movimentos que fomentam o aprendizado e engajamento cívicos. Já o australiano Jeremy Heimans é CEO e um dos fundadores da Purpose, empresa especializada na concepção e no apoio de movimentos sociais em todo o mundo.

Pergunta da revista VEJA: No Brasil, 64,7% da população tem acesso à internet, de acordo com dados do IBGE de 2016. Em um ano de eleição, mesmo com acesso limitado, é possível que as redes sociais definam o resultado em favor de candidatos com pouco tempo de televisão?

Resposta de Timms: Não acho que seja limitado. E esse número entre as pessoas que votam tende a ser maior. Então pegue como exemplo o que se passou nos Estados Unidos. Todos os especialistas apontavam um resultado, e não foi o que aconteceu. O mesmo com o Brexit, no Reino Unido. Então, sim, é possível que no Brasil a internet decida a eleição. A ideia do tempo de TV é algo muito relacionado ao antigo poder. Não acho que se ganha eleição apresentando propostas nesse tempo, mas oferecendo algo diferente às pessoas nesse curto espaço, levando-as a um novo lugar.

Resposta de Heimans: O Bolsonaro replicou a estratégia da campanha de Trump. Ele usa um exército de pessoas nas redes sociais em seu favor, algo que a grande mídia não entendeu. Apesar de Trump apontar números na pesquisa 10% inferiores aos de Hillary, nas redes sociais seu alcance era 10% superior. Ele soube usar isso para impulsionar sua campanha, e me parece que Bolsonaro tem essa mesma intensidade. Seus números na pesquisa podem estar aquém de seu apoio. Muitas pessoas que o respaldam nessa eleição, homens mais velhos, estão participando pela primeira vez de uma eleição com redes sociais e estão se sentindo politicamente participativos, algo muito semelhante ao que ocorreu nos Estados Unidos.

265 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais



Segue essa relíquia, que muitos tiveram o prazer e aventura de fazer uma viagem de V.alegre a Fortaleza em dois dias.

Como também temos que resgatar a historia dos primeiros ônibus de V. Alegre a São Paulo. O pioneiro foi o Sr Chagas Bezerra que ainda hoje tem familiares no Crato. O mesmo iniciou o grande êxodo de nossos conterrâneos para São Paulo para trabalhar na Volks. Dizia o Chagas : "Levo os iludidos e trago  de volta os arrependidos".

Procure descobrir a historia pois tem muito coisa importante para ser revelado e publicado. José Odmar Correia iniciou em 1951 - V. Alegre a Fortaleza, Chagas Bezerra Iniciou em 1954 saindo os ônibus da Rua Major Joaquim Alves, onde ficava a loja de Acelino Leandro.

Foram os Pioneiros no Ceará.