Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Cangaço - XII

Resposta do Prefeito.
Por volta das sete da manha, Pedro Jose chegou à casa do prefeito Rodolfo Fernandes, de modo Cortez, considera inaceitável a resposta do bandoleiro e revela a disposição de enfrentá-lo. Levou Pedro ao aposento, onde havia varias caixões com latas de querosene e gasolina. Mostrou-lhe o que estava aberto, cheio de balas. Adiantou que tudo aquilo era munição. Exagerou o numero de homens, em armas, na cidade. A conversa visava impressioná-lo e a seu mandante. Entrega-lhe a resposta da carta, escrita de maneira e não agravar a situação dos reféns com as vidas ameaçadas. Pedro saiu apreensivo. Bate a porta dos amigos. Conseguiu com os comerciantes Amâncio Leite e Ezequiel Fernandes o necessário para sua liberdade. Encontrou Salustiano. Soube já ter sido enviado a importância do seu resgate por Belarmino de Morais, residente naquela região. Salustiano escusara-se de voltar com receio dos bandidos. Embora o caso estivesse resolvido, Pedro, em cumprimento a palavra dada. Separou três contos e quinhentos e foi ao encontro de Lampião. E, perguntou: recebeu meu dinheiro? Sim. Aqui está o de Azarias. Enquanto entregava a resposta da carta de Antonio Gurgel, acrescentou: O prefeito manda dizer que tem dois mil homens lhe esperando, e que fosse buscar o dinheiro! Virgulino não se alterou e, esboçando um sorriso, concluiu: Qual nada, isso é para me intimidar! Não acredito nisso! Não é isso tudo não! Ele vai saber se vai me intimidar!
Resposta do Ultimato:
Antonio Gurgel.
Não é possível satisfazer-lhe a remessa dos quatrocentos contos, pois não tenho, e mesmo no comercio é impossível encontrar tal quantia. Ignora-se onde está refugiado o gerente do banco, Sr. Jaime Guedes. Estamos dispostos a recebê-los na altura em que eles desejarem. Nossa situação oferece absoluta confiança e inteira segurança.
Rodolfo Fernandes- Prefeito.
A. Morais

Um comentário:

  1. Nisto o Cel. Rodolfo
    Escreveu sem se vexar
    Uma carta ao lampião
    Fechou e mandou levar
    Avisando ao cangaceiro
    Que estava pronto o dinheiro
    Ele viesse buscar.

    ResponderExcluir