Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 16 de março de 2018

020 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


José André era  amigo de Jackson Teixeira. O Jackson tinha uma Granja, criava frangos para o abate. Um dia convidou Zé André para conhecer as instalações do seu empreendimento.

Zé André falava muito alto, tinha uma voz aguda e era muito conversador. Foram a cima, foram a baixo e determinada hora Jackson disse: Zé André fale baixo homem,  essas aves não podem ouvir nenhum barulho, qualquer zoada elas se estressam e morrem todas, não escapa uma  para o indez.

Zé André se calou, não deu mais um pio depois da admoestação do amigo. Quando Jackson terminou de mostrar todos os galpões, foi deixar Zé André no Sanharol, que, ao descer do carro falou: Jackson, eu estou muito preocupado com o seu empreendimento.

Por que Zé André?
O que tu vais fazer no dia que der um trovão grande?

Um comentário:

  1. Jackson estava a precisar de adquiri umas sacas de milho para alimentar as aves, e, procurou o amigo, que não dispunha naquele momento.

    ResponderExcluir