Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sábado, 18 de março de 2017

050 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


Os sítios Sanharol e Roçado de Dentro em Várzea-Alegre apesar de serem  vizinhos e habitados pelas mesmas famílias alimentam uma rivalidade sadia e competitiva em tudo que fazem, o que é muito salutar e saudável.

Hoje em dia, são os organizadores das duas melhores escolas de samba do interior do nordeste brasileiro : a Mocidade Independente do Sanharol e a Esurd do Roçado Dentro.



Antigamente a rivalidade era no futebol. Antônio André, morador do Roçado Dentro tinha como função na equipe local encher ou calibrar a bola, uma bexiga de boi que depois de colocada  num balão de couro feito pelo artesão Antônio de Zé de Ana era  cheia  por vários sopros de diversas pessoas. Antônio André, por ser forte, ter um pulmão potente era o último  a soprar, era o calibrador final.

Um belo dia,  faltou um jogador para completar o time e colocaram  Antônio André em campo. Exatamente aos 40 minutos  do primeiro tempo  ele se aproximou de Pedro Sousa,  o  afamado sanfoneiro e perguntou : Compadre Pedro pra que lado  é que nós estamos botando mesmo?

Coisas simples que marcam  todo aquele que ama de verdade a sua cidade.

Um comentário: