Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


domingo, 19 de fevereiro de 2017

030 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.

Porque hoje é Domingo.

Esta era a equipe do Alvorada Futebol Clube, treinada pelo técnico e desportista José Ataíde. Criada e mantida pelos empresários Azarias Martins e Antônio Rolim de Morais, nos fins da década de 1960.

Em pé, da esquerda para direita: Pedro, Vitorino, Raimundo de Borginho, Buíta, Raimundo Vaca Velha, Tigela. Sentados mesma ordem: Olímpio, João de João Doca, Negrinho de seu Totô, Ronaldo e Vicente Boca de Fogo.

Como tantos outros, Pedro, meu irmão, era um craque. Craque como irmão, craque como filho, craque como pai, craque como amigo, de tão bom atleta Deus o convocou precocemente e está ao lado do Eterno gozando as virtudes de suas eximias jogadas.

Esses meninos deram muitas alegrias aos desportistas de Várzea-Alegre, o campo ficava  onde hoje existe o Creva.

Dedico esta postagem ao amigo José Ataíde grande desportista de nossa terra.


11 comentários:

  1. Jose Ataide é uma das pessoas que mais fez pelo esporte em Varzea-Alegre. Nunca vi tão vibrante. Mantem sempre organizada uma equipe organizada. Não cria dificuldade para acertar jogos com outras equipes. Certa vez foi procurado para uma partida no sitio Boa Sorte. Acertou sem problemas. Quando o pessoal saiu uma pessoa perguntou: Jose Ataide tu sabes onde fica a Boa Sorte? No que respondeu de pronto: sei já passei muto por lá indo jogar na Boavista. Pra quem não conhece seria como de Varzea-Alegre ir para Farias Brito e passar no Cedro. Um abraço Jose Ataide Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Um dia o Eurico perdeu quatro gols seguidos e o Jose Ataido gritou da beira do campo: Tá querendo sair né! No proximo Eurico mandou na rede.

    ResponderExcluir
  3. Morais nunca fui craque, mas fiz parte do cruzeirim de zé ataíde, na época considerado um dos melhores times......Uma vez Zé inventou de nos escrever em um campeonato de campo no juremal....O jogo tava empate, partida difícil..Aí surge um penalti a nosso favor..Lourival Clementino pega logo a bola e resolver batê-lo...Perdeu...Aí o outro time foi lá e fez um a zero...Quando terminou o jogo Lourival chegou pra Zé e disse...Zé tem nada n, da próxima vez eu Faço...Zé respondeu..Próxima vez..Que próxima vez é essa???..Vc nunca mais bate um penalti não!!!!.....Aí saímos pra casa chateando Lourival, tomamos agua lá em mundinha de gustavo(que dava achando ruim)e seguimos à procura de um pé de castanhola pra merendar.rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Saimos do Sanharol para um jogo na Boa Vista. Quando contaram os jogadores estavamos 12 portanto hum a mais. Meu pai, o dono do time era diplomatico: decidiu fazer uma votação entre Pedro de Tio Chico e Pedro de Salgueiro. Quem vencesse começava jogando e quem perdesse jogava o segundo tempo. Pedro de Salgueiro era muito viciado e foi logo dizendo: Se eu ganhar faço o açude do Sao Vicente.

    ResponderExcluir
  5. Eu estava em Fortaleza e fui para Castalão assistir um jogo do Fortaleza e Guarani de Sobral. Eu, o Pedro, o Demontiuex e Dede de Raimundo Bitu. Estadio lotado, torcida fanatica, Dede morava em Sobral mas não podia se manisfestar pelo Guarani. O jogo terminou de 3 a zero para o Guarani, com tres gols do Tangerina. Dedé ficou no estadio o tempo todo calado. Quando desceu do carro colocou as mãos na porta e disse para o Pedro e Demontieux: Tangerina é rim.

    ResponderExcluir
  6. Carius veio a Varzea-Alegre para um amistoso. Juremal preparado, torcida avisada, banda de musica e tudo. A partida é iniciada e logo aos 10 minutos o primeiro gol de Carius. A banda comandada por mestre Chagas tocou uma marchinha, depois outra e Carius fez o segundo gol. A banda continuava tocando e Carius fez o terceiro Gol. Com o placar de tres a zero não havia mais mabiente para a banda alegrar ninguem. Jose de Mestre Antonio, um dos musicos, era tato, falava ruim e aconselhou os demais musicos nestes termos: "mirlinos, o noto nedosso é ir se estapulindo de gavazin", e seguindo o conselho de Jose, os musicos foram saindo, um por um, com os instrumentos na mão.

    ResponderExcluir
  7. O Jose Ataide enfrentou muitas situações desagradaveis e nunca fugiu a desportiva, nunca se aborreceu. Certa vez sua equipe estava jogando contra o time do São Cosme e o Juiz, Balá de Doca de Souza, tirou para anular os gols contrarios ao são Cosme, sua equipe. Pra todo gol anulado tinha uma desculpa. Num tiro de meta, a bola subiu e caiu dentro do gol. Quando os jogadores comemoravam o Balá anulou o gol. Jose Ataide perguntou: pelo amor de Deus o que foi agora? E Balá respondeu no ato: foi de longe demais!

    ResponderExcluir
  8. Morais, Buita! o único que eu conheci na hora! Quanta saudades! e boas lembranças. Abraço

    ResponderExcluir
  9. Tenho pra mim que nesta equipe também atuaram Cyrle Maximo e Evaldo Leandro embora não estejam na foto.

    ResponderExcluir
  10. Morais,
    Você tem razão que eu joguei nessa equipe, (o Evaldo Leandro não fez parte) e informo ainda que, o time Alvorada foi fundado por mim, meu irmão Clécio Máximo e outros amigos da época, se não estou enganado,citarei alguns: Luis Bitú,, seu irmão Pedro "Cajarana", Negrinho de seu "Totou", Eurico e Vicente de seu Zé Sobrinho.Depois surgiram os times: Rebelde, de Antonio Rolim e o Náutico Atlético Capibaribe , de Chico Jucá, irmão de Juca Jucá. As camisas, do Alvorada, quase todas elas, ("os panos", tecidos das camisas), foram comprados em um Armazem de tecidos que pertência ao senhor Cândido Diniz, pai de Dona Candice,esposa de Dr Pedro Sátiro, no qual, o Gerente era Raimundo Diniz.Lembro muito bem que na época, fomos jogar com um time da cidade de Icó, chamado "Onze Velozes". Quando o Alvorada foi fundado, os jogos eram realizados no Juremal, depois, seu Luis Diniz, fez um campo de futebol,onde hoje encontra-se o Creva.Em seguida, seu Azarias Martins ficou sendo o responsável pelo mesmo, pois possuia um Caminhão Mercedes Bens, cara curta e transportava os jogadores para as cidades vizinhas .(Cedro, Cariús, Lavras da Mangabeira etc). Existia uma grande rivalidade entre as três agremiações acima citadas, no bom sentido. Sendo a mais "rica", o Rebelde, pois depois da partida, o senhor Antonio Rolim que tinha um armazem de vender produtos de construção,vizinho ao bar do seu Zé de Zuza e logo após o jogo ele distribuia refrigerantes e bolachas para os jogadores do seu time. Que saudades. Hoje, só existe muitas lembranças.

    ResponderExcluir
  11. TIMAÇO... VOLTEI NO TEMPO LEMBRANDO DOS ATLETAS DA SELEÇÃO SÃO GERALDO, DA MINHA QUERIDA ICÓ-CE... SAUDADE...

    ResponderExcluir