Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


terça-feira, 5 de abril de 2016

Engenho - Bagaceira - Antônio Morais


Foto - Coronel Raimundo Augusto Lima.

Hoje trago matéria do Expedito, o conhecido Badico, irmão da Anunciada. Badico era casado com Ana filha de Vicente de seu Zezinho. Morava no Sanharol com João do Sapo.

Num ano de seca Expedito e um tio saíram a procura de trabalho. Foram parar na fazenda Tatu do Cel Raimundo Augusto. O Coronel, numa breve entrevista perguntou: vocês sabem cambitar cana do sitio para o engenho? Sabemos, responderam. Então podem começar. Recomendo que pela manha botem o milho de molho nas mochilas para, ao meio dia, na hora do almoço darem o milho aos burros.

No segundo dia, na hora do almoço, o Coronel chegou a fazenda e saiu observando os burros. Um deles demonstrava bastante dificuldades para comer o milho. O Coronel observou que o milho estava seco, não havia sido colocado de molho.

Perguntou para o encarregado dos serviços: quem está trabalhando com esse burro? Seu Expedito, respondeu o encarregado. O Coronel chamou Expedito e disse: eu recomendei que todo dia pela manha, botasse o milho de molho, porque o senhor não botou? Porque me esqueci respondeu. Traga aqui o seu prato. O Coronel derramou o almoço no chão e colocou no prato o milho seco todo babado da saliva do burro com a firme determinação: Agora Coma.

Expedito mastigou uns caroços e quando o Coronel saiu, fez fincapé de volta para o Sanharol de onde nunca mais saiu.

3 comentários:

  1. O Coronel Raimundo Augusto era disciplinado e disciplinador. Ordem dada tinha que ser cumprida.

    ResponderExcluir
  2. Mas vá ser ignorante assim na "tonga da mironga do cabuletê"!!!

    ResponderExcluir
  3. Num pais onde a desordem foi instalada oficialmente, onde todos tem direitos e não precisa ter deveres, o professor severo, a autoridade austera e disciplinada desapareceram. Manda a anarquia e quem termina perdendo são os mais fracos.

    ResponderExcluir