Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Sinceridade extrema - Por Antônio Morais



Saiu de várzea-Alegre para se consultar com o Dr. Joaquim Fernandes Teles em Crato. Pelas quatro da manhã na companhia de seu filho José e de um serviçal amigo da família.

Em lombos de animais, às quatro horas da tarde estavam na casa de Mãe Pastora no sitio Quebra.

No outro dia, pegaram a Combi para o Crato e por volta de dez horas da manhã estavam frente a frente com o médico.

Terminada a consulta o médico falou : O senhor aguarde um pouco ali fora que eu vou ter uma conversa com o seu filho. 

Pra que disse isso. O velho ficou de orelha em pé. Por trás da porta, ouviu quando o médico falou : o seu pai tem 6 meses de vida. Bateu-lhe uma tristeza incontida, más não a dividiu com mais ninguém.

Ao retornar, recebendo a visita de Mundim do Sapo, o mesmo tratou de confortá-lo dizendo : Que tristeza é essa? Anime-se homem de Deus!

O velho Bitu revelou o que ouvira do médico : É que eu ouvir o médico dizer que tenho apenas 6 meses de vida.

E Mundim do Sapo : Ora que besteira essa sua, seis meses passa rápido, num instante.

Um comentário:

  1. Pra quem desejava confortar o amigo, o remédio teve efeito contrário.

    ResponderExcluir