Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Presidir o Senado era um dos projetos políticos de André Vargas - Maria Lima, O Globo


Foi mais um caso desastroso de arrogância aliada à certeza de impunidade. No início do ano, na abertura da sessão legislativa, quando desalojou o quarto secretário Simão Sessim (PP-RJ) para sentar-se ao lado do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, e fazer gestos para fotógrafos e companheiros, o então vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), não imaginava que vivia ali seus últimos momentos de poder.

Demorou pouco mais de dois meses para cair em desgraça. O petista paranaense enterra o projeto de se eleger senador na chapa de Gleisi Hoffmann (PT-PR), candidata ao governo do Paraná, e, depois, presidir o Senado e até sentar-se na cadeira da Presidência da República, durante os afastamentos do titular.

Entrou água foi cassado. Está curtindo sua arrogância no xadrez em Curitiba.

2 comentários:

  1. Não se afregele, não se aborreça. Anote. Gleyci, Vanessa, Linbergh Farias, José Pimentel e outros que fazem a defesa do PT, do Lula e da Dilma terão o mesmo fim politico. Serão cassados pelo povo. Jamais se elegerão. O ex-deputado André Vargas está vivendo um momento bem diferente do planejado. Comandar o senado, está comandando a Papuda.

    ResponderExcluir
  2. Naquele cenário de corrupção, mediocridade e decadência moral, cívica e histórica era possível mesmo que esse picareta tivesse alcançado seu objetivo...
    Evitando essa catástrofe, fica provado o ditado popular: "Deus é brasileiro"!

    ResponderExcluir