Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


segunda-feira, 17 de abril de 2017

048 - O Crato de Antigamente - Por Antônio Morais.

Melito Sampaio e suas histórias.

José Furtado era um cidadão de Santana do Cariri, irmão dos deputados estadual e federal Cincinato Furtado Leite e Hildo Furtado Leite respectivamente. Portanto gozava de imenso prestigio politico, econômico e social.

No dia do seu assassinato, em Crato,  o policia fechou  os arredores da rua onde acorreu o crime. Todas as pessoas que estavam nas imediações foram conduzidas a cadeia local e detidas.

Quando amanheceu o outro dia, Melito Sampaio sentiu  falta das empregadas. Procurou noticias e soube que estavam presas.  Melito se dirigiu a delegacia e  ao ser recebido pelo delegado  com lhaneza no trato e muito respeito ouviu do mesmo : Diga senhor Melito, o que há de novo, no que posso  ser útil?

Melito respondeu : eu quero que você mande dois soldados lá em casa. Um para fazer o meu café, e, o outro para fazer o mingau  do menino que está chorando com fome.

Está brincando seu Melito? Não você prendeu minhas empregadas!

O delegado  riu, e  falou para  o carcereiro : veja quais são e libere.

Um comentário: