Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

001 - O Crato de antigamente - Por Antônio Morais.


Personalidades prestimosas do Crato: Humberto Macário de Brito, Almir Carvalho e Derval Peixoto.


Permitam-me contar uma preciosidade atribuída ao Deputado Estadual cratense Derval Peixoto nas épocas em que a representatividade era avaliada pela atuação politica. Hoje basta ser esperto.

Sustenta a historia que o Senador Wilson Gonçalves estando em Crato o Hermes Lucas soltava três duzias de foguetões avisando aos amigos e correligionários, que, apinhavam a casa do senador.

Certa feita, Maildes Rodovalho, um escudeiro fiel, o mais autentico gogó, passava de xoto pela Praça Siqueira Campos na direção da casa da rua Barbara de Alencar, onde hoje fica o Hotel Vila Real, à época, residencia do sogro do Senador Wilson.

O deputado Derval Peixoto com um jornal na mão chamou o Maildes e disse: Veja o que o jornal fala do teu senador. Esta informando que o Papa o excomungou! Leia aí! Maildes era meio mobral e respondeu: leia você mesmo.

Então, o Derval Peixoto aproveitou,  lascou a noticia a seu modo: "O papa excomungou o Senador Wilson Gonçalves porque ele é maçom e corrupto, a excomunhão é extensiva também aos seus eleitores".

Maildes coçou a cabeça, andou dois passos pra diante, dois pra trás e falou a todo pulmão: “Papa fresco”.

Um comentário:

  1. Crato no tempo que a honestidade, a competência, o caráter e a dignidade valiam mais que a esperteza.

    ResponderExcluir