Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


quarta-feira, 14 de junho de 2017

096 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


Pedro Alves de Almeida, o conhecido Pedro Beca, homem honrado, trabalhador e correto em seus negócios tinha um comboio de burros para alugar. Era prático e bem mais barato, quem precisasse fazer um serviço alugava o animal e devolvia depois de terminá-lo. Custava menos que manter o burro no pasto.

Um dia, o meu pai, José André do Sanharol procurou alugar um animal para ir buscar uns produtos de engenho na Palmeirinha, em Crato, na casa do seu padrinho Duquinco de Brito : Alfinin, batida, rapadura temperada etc.

Quando propôs o negócio Pedro Beca disse : José, só resta um animal disponível, os demais estão alugados. E, esse é cinquenta! 

Seu Pedro, o senhor aluga para outras pessoas a dez, e, pra mim vai cobra cinquenta?  

O velho Pedro esclareceu : Você não entendeu José,  são 50 cabras para pegar, ontem vieram  40 e não conseguiram. 

Um comentário: