Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


domingo, 30 de outubro de 2016

“Coisas da República” – Verdades que são escondidas ao povo brasileiro

Faltando 15 dias para o feriado da “proclamação” da República, no próximo dia 15 de novembro, continuamos divulgando matérias que comprovam o fracasso da forma de governo republicana no Brasil.Bom lembrar que desde 1890, nunca a “proclamação” da República foi comemorada pela população brasileira...

Como era o Brasil sob a forma de governo monárquica
Nos tempos do Império do Brasil, sob Dom Pedro II, o Brasil tinha uma moeda estável e forte, possuía a Segunda Marinha de Guerra do Mundo, teve os primeiros Correios e Telégrafos da América, foi uma das primeiras Nações a instalar linhas telefônicas e o segundo país do globo a ter selo postal. À época do Reinado de Dom Pedro II havia  liberdade de imprensa e política, coisa que não havia no restante das Américas, salvo nos Estados Unidos. (EUA).

- O Parlamento do Império do Brasil ombreava com o da Inglaterra, a diplomacia brasileira era uma das primeiras do mundo, tendo o Imperador sido árbitro em questões da França, Alemanha e Itália;

- Em 67 anos de Império tivemos uma inflação média anual de apenas 1,58%, contra 10% nos primeiros 45 dias da República, 41% em 1890 e 50% em 1891;

- A unidade monetária do Império, o mil réis, correspondia a 0.9 (nove décimos) de grama de ouro, equivalente ao dólar e à libra esterlina;

- Embora o Orçamento Geral do Império tivesse crescido dez vezes entre 1841 e 1889, a dotação da Casa Imperial se manteve a mesma, isto é 800 contos de réis anuais. Bom lembrar que o Imperador Dom Pedro II destinou ¼ (um quarto) do seu salário  pessoal para ajudar as despesas com a Guerra do Paraguai;

- A Família recebia uma dotação de  800 contos de réis, ou seja,  67 contos de réis mensais. Os republicanos alardeavam que era muito dinheiro. Pois bem assim que assumiram o governo Brasil, através de um golpe militar, as novas autoridades republicanas aumentaram o salário do primeiro “presidente provisório”, Marechal Deodoro da Fonseca, para 120 contos de réis por mês, Noutras palavras, Dom Pedro II recebia a metade do ordenado do 1º presidente republicano;

- Dom Pedro II se recusou a aceitar a quantia de 5 mil contos de réis, oferecida pelos golpistas republicanos, para que a Família Imperial tivesse um exilio sem dificuldades financeiras. Dom Pedro afirmou: – Com que autoridade eles tiram esse dinheiro do Tesouro Nacional? Recusando o auxílio, Dom Pedro II mostrou que o dinheiro não  pertencia ao presidente da República, e sim ao povo brasileiro. Para se ter uma ideia dessa importância recusada por Dom Pedro II: 5 mil contos de réis era o equivalente a 4 toneladas e meia de ouro. No exílio, na França, Dom Pedro II passou por sérias dificuldades financeiras.

- No Império o salário de um trabalhador sem nenhuma qualificação era de 25 mil réis. O que hoje equivale a 5 salários mínimos;

- o Brasil era um exemplo de democracia (para os padrões da época). Votava no Brasil cerca de 13% da população. Na Inglaterra, umka potência mundial naquela época,  este percentual era de 7%; na Itália, 2%; em Portugal não ultrapassava os 9%. O percentual mais alto, 18%, foi alcançado pelos Estados Unidos. Na primeira eleição após o golpe militar que implantou a república em nossa terra, apenas 2,2% da população votou. Esta situação pouco mudou até 1930, quando o percentual não ultrapassava a insignificante casa dos 5,6%.

- Apesar do boicote que fizeram para dificultar informações sobre as vantagens da  Monarquia, no plebiscito de 1993,  a monarquia recebeu, aproximadamente, sete milhões de votos (13% dos votos válidos). Naquela época uma pesquisa do DataFolha mostrou que 21% da população brasileira tinha simpatia pela forma de governo monárquica.


Um comentário:

  1. Cada dia me convenço mais que na Proclamação da Republica foi um ato muito prejudicial ao Brasil e seu povo.

    ResponderExcluir