Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

404 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


Poucos devem ter conhecia João Luzia  do Sitio Boa Vista. Mas muitos conheceram e conhecem o seu filho José Luzia, foto.

José Luzia foi por muitos anos o responsável por localizar e cortar o Pau da Bandeira da festa de São Raimundo Nonato em Várzea-Alegre.

Quando menino foi encarregado pelo pai de pastorar uma plantação de arroz. A tardinha, quando o pai chegou ao roçado encontrou tudo destruído. Todas as plantinhas arrancadas pela ação das casacas de couro. O velho pegou José Luzia pela orelha e aplicou-lhe uma baita surra.

Fizeram um novo plantio, o inverno foi muito bom e lá pelo mês de maio José Luzia saiu dentro do arrozal catando filhotes de casaca de couro nos ninhos e jogando no embornal.

Chegando em casa, colocou a caco de torrar café no fogo e quando o danado estava vermelho como uma brasa soltou os bruguelos dentro e ficou mexendo com o badoque observando a queimação enquanto assobiava "Xô Casaca de Couro". Vingou-se.

Confesso que estou contando  esta proeza do José Luzia  porque  o crime já prescreveu. Não há de lhe causar nenhum problema.

Fonte - Inácio Venâncio.


Um comentário:

  1. O crime ambiental é vencido, a historia monta ha mais de 50 anos. Gostaria que alguem perguntasse ao Ze Luzia se a historia contada por Inacio Venancio é verdade ou mentira.

    ResponderExcluir