Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sábado, 3 de março de 2018

005 - PRECIOSIDADES ANTIGAS DE VÁRZEA-ALEGRE - POR ANTÔNIO MORAIS


José de Ginu se elegeu vice-prefeito de Várzea-Alegre em 1958 na chapa de Dr. Dário Moreno. 

Com a renúncia do Dr. Dário para integrar o Ministério Publico Federal, José de Ginu assumiu o posto de prefeito até o final do mandato em 1963. 

Mas, a historinha que se segue nada tem a ver  com a atividade politica. 

Na atividade comercial, nas décadas de 50 e 60 do século passado, as únicas padaria e farmácia de Várzea-Alegre pertenciam ao mesmo proprietário: José de Ginu.

Um dia, o Padre Otávio chegou a farmácia com uma receita e perguntou o preço de um medicamento. Quando a atendente informou o preço o padre retrucou espantado: é caro assim porque não tem concorrentes, Várzea-Alegre já devia  ter duas farmácias, duas padarias!...José André do Sanharol estava ouvindo a palestra e acrescentou "dois padres".

Então, o padre Otávio deu o maior pinote e respondeu em cima da bucha : dois padres não José André porque um deles ia morrer de fome.
*

2 comentários:

  1. Historinhas bem humoradas do folclore varzealegrense e sua gente.

    ResponderExcluir
  2. Tio José tava bem à frene de muitos,ele era bem capaz de saber onde tinha o elixir de caju e chapéu de couro receitado poa Emídio da Charneca...

    ResponderExcluir