Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


terça-feira, 21 de março de 2017

053 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.

Pedrinho de Hermínia.

Pedrinho de Hermínia, um excelente motorista e também um eterno gozador.

É impressionante a facilidade que ele tem para contar piadas, imitando as vozes dos personagens.

Um exímio  motorista de caminhão, meu amigo, conterrâneo e camarada, prestou serviços a vários empresários e comerciantes de Várzea-Alegre.

Certa feita, fez um transporte de mercadorias para empresário e comerciante Sérgio Pinto de Carvalho.

Antes de seguir viagem  o Sérgio Pimpim  lhe  entregou um mapa com a estrada de Várzea-Alegre ao destino, informando que aquele roteiro podia ser feito em um dia para a ida e outro para  volta.

Mais que nada,  O Pedrinho voltou dois dia mais tarde. Quando se encontrou com o Sérgio foi interpelado : Pedrinho, eu te entreguei o mapa, ida e volta, porque tanta demora?

Pedrinho respondeu - Sérgio, é que no teu mapa não tinha um atoleiro quase na saída  do retorno, e, na estrada tinha. 

Um comentário:

  1. Pedrinho além de ótimo motorista herdou dos varzealegrenses do passado o humor e a graça que faz da cidade a mais alegre e feliz do Brasil.

    ResponderExcluir