Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

362 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


“E você Leandro, era a mãe!”

Padre Mota.

Num batizado, com mais de 40 crianças, some-se ao mesmo numero os padrinhos, madrinhas, pais, mães e convidados, assim teremos ideia de como estava naquele dia de Sábado, às duas horas da tarde, a igreja matriz de São Raimundo Nonato.

O choro das crianças parecia ter sido ensaiado, choravam todas ao mesmo tempo. O calor escaldante, camisas suadas, e, os fotógrafos não davam paz. Dentre eles, Leandro de Valdeliz se esmerava para obter a melhor posição e tirar a melhor foto.

Vez por outra o padre Mota dava uma cubado nos fotógrafos, e, notava-se que o padre espiava mais para o Leandro por ser também o mais desastrado. No meio da cerimônia chega uma equipe de TV para fazer uma entrevista com o padre a respeito da historia do São Raimundo que era São Braz.

Educadamente o Padre pediu para os repórteres aguardarem o fim dos batizados. Leandro olha para os repórteres e diz: "Homi, o negocio é que um santo era o pai do outro".

Então o padre Mota falou bem alto: "E você Leandro, era a mãe"! Leandro não tinha nada que se meter a genealogia de São Raimundo.


2 comentários:

  1. Leandro não tinha nada que se meter na genealogia de São Raimundo Nonato.

    ResponderExcluir
  2. Mas que história mais hilária!!!Adorei!!!
    Menino, mas nessa Rajalegre acontece cada causo!
    Eu cresci ouvindo minha mãe e minhas tias contando histórias engraçadas dessa terra. Inclusive, falavam da festa de São Raimundo, de como era bom, essas coisas do tempo que elas eram solteiras e se divirtiam na terrinha do pai delas.
    Esse blog foi um achado pra mim, que adoro um bom causo... e os engraçados, então, são ótimos para gente "desopilar" o fígado.
    E o vocabulário? fazia tempo que não "ouvia" a palavra cubando. kkkkk
    Muito obrigada Morais pelo humor do Sanharol.
    Stela

    ResponderExcluir